terça-feira, novembro 25, 2014

Da história da Anita


Hoje é aquele dia em que me sabe bem ter um blogue.
Aquele dia em que me apetece escrever tudo aqui.
Aquele dia em que que me apetece chegar a casa e começar aos pontapés e mandar tudo bem alto para um sítio que eu cá sei.
Aquele dia em que me lembro "há muitas pessoas que conhecem o estaminé e eu não quero que saibam..." e depois eu penso "que se fodam bem alto essas pessoas!".
Basicamente é esse o espirito hoje.

Depois lembro me da Anita.
Hoje sinto me a Anita "A Anita faz, a Anita resolve, a Anita é boa, a Anita ajuda.".
Hoje sinto me assim.
Cansada e farta.
Tudo e nada.

Preciso de férias. Bem longe.
De uma semana, sem telemóvel, com acessos mínimos a tudo.
Preciso de paz, de tranquilidade.
De um bom livro.
De um bom chocolate quente.
De amor.
De uma boa noite de sono.
De uma boa série.
De um bom abraço.
De um bom beijo.
De uma boa cama.
De uma boa almofada.
De uma corrida.
De um jantar de amigos.
De jantares longos.
De tequila.
De caipirinhas e marisco.
De sorrir.
De tudo isto e muito mais.

Sem comentários:

Enviar um comentário

escreve... vá lá... não custa nada... ;)