quarta-feira, agosto 13, 2014

Como me sinto


Vou vos explicar como me sinto. Sentada num canto em um quarto escuro. Esse quarto tem um candeeiro pequeno com alguma luz, muito pouca. Nesse quarto, há cacos espalhados, muitos. Sentimentos, mágoas, tudo espalhado pelo quarto, tudo partido. E eu continuo a chorar naquele canto. A chorar baixinho para ninguém me ouvir. Mas a realidade é que quero que tu ouças. Só não sei quem és tu. Que abras a porta. Que entres. Que vás apanhando os cacos e que me dês esperança. Que me limpes as lágrimas com a mão e me digas "vai ficar tudo bem... Estou aqui para ti, agora e para sempre". No fim começo a sorrir, das me a mão e ajudas me a levantar. E ambos acendemos as luzes. É assim que eu me sinto. É isso que eu quero.

(este texto foi escrito originalmente por mim a uns tempos atrás. Colocado, num outro blogue meio às escondidas.)

Posted via Blogaway

2 comentários:

  1. Todos queremos que alguém que nos conforte, mas... Os primeiros a confortar-nos temos que ser nós! FORÇA!

    ResponderEliminar
  2. A GATA tem toda a razão, mesmo que nos pareça algo impossível, é assim que devemos começar.
    Ah! E o texto escrito e colocado em outro blog às escondidas, está muito bom. Ainda bem que foi colocado aqui, "às claras". :)

    ResponderEliminar

escreve... vá lá... não custa nada... ;)