quinta-feira, dezembro 26, 2013

Depois do Natal

Já não posso com músicas de Natal. Já não consigo cheirar açúcar. A minha paciência para cozinhar esta limitada a um bife de perú grelhado com montes de salada. Não consigo abrir o frigorifico sem pensar "mais comida pessoas?". Curiosamente ando alimentada a queijo e água. Não perguntem. Ainda nem eu consegui perceber. É isto. 

sexta-feira, dezembro 20, 2013

Cristiano Ronaldo

Eu não tenho a culpa!!! O homem obriga-me! Tenho dito!

Oh filho tens valores muito baixos. É o que te digo. Diz ele que a Irina têm «um corpo excepcional e beleza. Ela é muito importante na minha vida e apoia-me bastante». Ai homem... que ela têm um corpo excepcional não é novidade. Ela tem. Eu própria já disse que era mulher para virar lésbica por um corpo daqueles. Avançando senhores... Parece que a senhora, ao acumular ao corpo excepcional, ainda acrescenta a beleza. A beleza, senhores! Parece que ela também é bela. Não é ela ser inteligente, ser boa para o filho, ser querida, simpática, amiga, boa na cama, boa na cozinha ou outra coisa qualquer. Aquilo que realmente ele gosta nela é ter um corpo excepcional e a sua beleza. Também refiro, que ele não refere qual é o tipo de beleza que ele mais gosta nela. É verdade. Contudo oh senhores, podias ter puxado mais um pouco... vá qualquer coisa, só um pouquinho. Mas olha, vá continua assim, vai marcando uns golitos que eu mando uns berros dea alegria e tal. 

Mais posts sobre ele aqui.


De mim


Se vocês soubessem o quanto eu adoro o Natal e festas surpresa, vocês ficavam parvos. Então as duas combinadas, fazem me uma pessoa muito feliz. 

Fui que a ementas para preparar e pessoas para fazer felizes.

segunda-feira, dezembro 16, 2013

A Etiqueta na Internet

Pois, não há. Parecem donos de verdades absolutas, como se toda a razão recaísse sobre eles. Toda uma sabedoria. São donos de toda uma verdade. Uma verdade, que só eles sabem. "Eu é que sei, porque já experimentei" e eu fico assim "ohhh..." sem perceber o porque dessa pessoa ser dona da razão e porque motivo eu posso sequer contradiar alguém que se acha como o Ser Máximo Supremo da sabedoria, relativamente aquele assunto. Porque não dizer "comigo resultou, portanto aconselho". Gostava de saber o que é que essas pessoas diriam frente a frente, ou quem sabe se são assim na vida quando estão perante as pessoas. Outra coisa importante de referir, só aquilo que têm/sabem é que é bom, o resto é porcaria (para não usar outra palavra)

quarta-feira, dezembro 11, 2013

Sugestões de Natal


Como todos sabem o Natal é aquela altura onde não sabemos muito bem o que fazer. Deixo-vos aqui uma série de sugestões de menus de Natal onde podem optar por qualquer uma. 
Não existe nenhuma ordem definida nas minhas opções, são apenas opções simples, práticas e económicas e que não ocupam muito tempo. Principalmente nas entradas, as duas primeiras podem ser feitas no dia anterior.
Dúvidas que tenham podem sempre usar os contactos habituais. 

Entradas:
Paté de Atum
Paté de Delícias do Mar
Gambas Al Ajillo

Refeição Principal:
Arroz de Marisco 
Costoletas do fundo com Molho de Cenoura
Lombinho de Porco com Batatinhas Assadas em Molho de Alecrim, Óregãos e Cerveja 
Entrecosto Assado no Forno com Cogumelos
Carré de Borrego
Vitela com Vinho da Madeira
Carne Assada ou Peixe Assado
Entrecosto Estufado 
Bacalhau com Broa de Milho e Espinafres

Sobremesas:
Bolo de Ananás com Coco 
Bolo de Chocolate
Gelado de OREO
Doce de Bolacha, Leite Condensado e Natas
Farófias
Waffles
Natas do Céu
Gelado de Chocolate e Amendoa

Café:
Biscoitos
Salame de Chocolate
Irish Coffee

quarta-feira, dezembro 04, 2013

Das coisas que só me acontecem a mim


Eu vou explicar como se vocês fossem todos muito burros. Acreditem que no final vão continuar a querer ser burros (eu quero!).
No caso de não vós deixarem passar num sinal de Stop, o que é que vocês devem fazer? Seguir o vosso caminho na paz do senhor? Errado! (Eu disse que vocês todos eram burros!) Façam assim: vão atrás do outro carro até encontrarem uma curva perigosa e batem na traseira com toda a força, não apenas uma vez, nem duas, três, na traseira do outro carro. Não interessa quem vai lá dentro! Não interessa se vão lá crianças (por acaso não ia), não interessa se estão a ir para uma entrevista de emprego, não interessa nada. O que interessa é bater na traseira do outro carro, 3 vezes seguidas, porque olha... apeteceu. 
Por incrível, o atrasado mental não fugiu porque se lhe partiu o radiador com tanta pancada que me deu no caro (ohhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh que pena!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!)
Ningém me tira as minhas dores das costas, muito menos as dores de pescoço, com os safanões comigo dentro do carro. Ainda estou a tentar perceber como não lhe fui ao focinho e como é que consegui convencer o meu irmão não o partir todo.

terça-feira, dezembro 03, 2013

♥ Music (#07)

Best Thing 

Good Feeling 

Young & Beautiful 

Os meus preferidos: os casais às florzinhas

Os casais da Florzinhas. Não sabem o que são? A Sissy explica!

Os casais das florzinhas são os meus preferidos! Estes especimés são os casais que têm florzinhas à volta, corações e por aí fora. São aqueles casais que nunca discutem. São aqueles casais que andam sempre de perninha entrelaçada, aos beijinhos e de repente a jovem fêmea com olhar lamechas diz "oh amor ainda não me deste beijinho hoje!". Essa espécie (fêmea e macho) diz aos seus amigos que tudo é lindo, perfeito, bonito, que o amor faz bem à pele, que toda uma nuvem que apetece saltar para cima. Ainda acrescenta com toda uma certeza absoluta "Nunca me senti tão bem e feliz na minha vida o tempo todo!", mais para frente passados uns tempos "ah nos temos as nossas discussões, assim muito raramente, mas as coisas acabam por se resolver". Normalmente nos casais às florzinhas os amigos dizem algo do género "ohhh que fofinho parecem feitos um para o outro. São mesmo um casal lindo e fofinho e nunca discutem!".
Os casais às florzinhas são casais a curto-médio prazo, ou então dão o clique (ainda estou a tentar descobrir o primeiro).
Num casal normal, é normal que toda esta conversa surja nos primeiros tempos. Estão se a conhecer é normal que se estejam a aperceber do que é que a outra pessoa gosta ou não gosta. E nunca há muitas discussões. Com o passar do tempo, as coisas mudam, não porque as pessoas mudam, mas porque as pessoas têm direito à sua opinião e ambas tem que se moldar um ao outro. O facto de eu ser de um clube, não implica que a outra pessoa seja obrigada a ser desse clube e por ai fora. É uma questão de respeito. Facilmente os amigos mais próximos, apercebem-se de que as coisas não estão bem e comentam directamente com connosco, por que se preocupam (os cuscos evitam de me dirigir a palavra, que vai tudo corrido à chapada!).