quarta-feira, novembro 27, 2013

Cristiano Ronaldo

Um dos assuntos mais falados neste estaminé é o meu BFF Cristiano Ronaldo. Vocês sabem que eu adoro o homem. Não mintam! Vocês sabem que sim! Já me conhecem à 9 anos, por isso tenho vós muito em conta! Ouvir o nome do senhor faz me lembrar o refrão desta música! Vejam lá como eu ando! 
Avancendo senhores, que os meus followers não vem aqui para estas coisas...
O senhor fez nos ir para o mundial. Diz por ai também que nos poupou 400 milhões de euros. A mim não, para que conste, porque se assim fosse iriam me encontrar em Nova Iorque às compras, a babar me por Loubountins. Sim, também não sou mázinha e dividia com uns quantos amigos e ainda podia correr uns blogues a oferecer uns trocos. Mas hoje estou boazinha e não vou falar mal do jovem. Não porque o passei a adorar (cruzes credo que vou ali bater na madeira), mas porque nos colocou no mundial e o que nós gostamos é de bola. Entretanto novidades e notícias sobre o senhor podem ser e devem enviar por mail ou mensagem privada pelo facebook daqui do estaminé, que sempre me faz fazer uns posts animados.

Sobre mais posts sobre o senhor ide aqui.

segunda-feira, novembro 25, 2013

Da Amizade Por Ti

Esta coisa da amizade é uma coisa bonita. 
Bonita porque nos faz nos entender uma à outro. Bonita porque não mistura sentimentos mais confusos como o amor no sentido que nos sabemos. Bonita como tu chegares e dar-te uma abraço cheio de saudade. Bonita por me fazeres levantar às 5 horas da manhã. Triste por tu te ires e dar-te um abraço com tristeza por tu te ires embora. Bonita por tomares conta de mim, sem segundas intenções. Bonita porque ambas não temos segundas intenções. Bonita por ambas ligarmos uma à outra aos gritos, a chorar e aos berros e passados 5 minutos estarmos a mandar gargalhadas. Bonita pelas receitas que te dou e pelas receitas que me ofereces. Bonita por estarmos ambas felizes com as alegrias uma da outra e bonita por estarmos tristes com as tristezas da outra. Bonita porque me dizes as coisas como elas são, sem rodeios. Bonita porque não tens problema nenhum em mandar me um par de estalos quando for preciso. Bonita porque também sei quando eu estou mal, tu sabes que me podes ligar a dizer que estas péssima e mesmo assim vou lá estar para ti e esquecer os meus problemas. Bonita porque também sei que também te posso fazer o mesmo. Bonita por uma série de coisas que só nos sabemos. 

terça-feira, novembro 19, 2013

Das Dietas


Quem inventou as sementes de yogi ou gogi, não sabe o que é comer. Sou mulher de carne, de peixe e de chocolate. Preciso de dar ao dente! E de faca e garfo! Saladas e sopas mandem vir que eu também como. Mas uma vez por semana, senhores é a desgraça. É abrir a dispensa e começamos nos cereais de chocolate, faz-se waffles e por aí fora. É toda uma alegria nesse dia. Acreditem. Agora sementes? Vocês acham me filha de passáros? Assim de vez enquanto quando o rei faz anos lá se mistura umas sementes de linhaça com iogurte natural e não é assim mau de todo. Mas vocês sinceramente acham que quem adora, ama e é apaixonada pela cozinha, come sementes? Acreditem, há outras maneiras de fazer dieta do que fazer a abstinência a hidratos de carbono (e sei lá eu mais o quê!) e comer sementes. Experimentem um sopa sem batata, faz um excelente efeito. E enche mais, para que conste. 

segunda-feira, novembro 18, 2013

Das Saudades e do Até Já.


Olá minha querida,

Não te chamo pelo nome que te chamo habitualmente, porque sabes que está gente das redes sociais é um bando de cuscos ;)
Imagino-te a responder do outro lado "Sissssssssssss" o diminuitivo que usavas para me chamar de Sissy. Quando me contaram no Sábado... chorei tanto, mas tanto, não sei porque, mas chorei. Vou te contar um segredo: adormeci a chorar. A pensar em ti, no teu pequeno, na tua mana, nos teus pais e em toda a gente que te ama. Ainda não consigo falar em ti, como se fosse passado. Simplesmente, não consigo. Não me leves a mal. Sabes o que eu quero? Que o teu filho saiba a mãe que tinha. Sabes quem eras? A pessoa que estava muito mal e mesmo assim estava para mim, do mesmo modo em que estavas para mim. Começamos a falar por causa de caibrãs. LOLOL Ninguém começa a falar por causa de caibrãs, só nós as duas! Entretanto, mudamos de assunto, fomos para as receitas! Não fossemos ambas gulosas. Aquela gente é toda gulosa. Receita que publiquei no meu blogue, que nunca fiz, mas que irei fazer a pensar em ti. Entretanto, iamos falando e bati com o carro. E a partir dai, falavamos sempre que podias. Não te conheci bem de saúde, mas sei que conheci alguém que amava as pessoas que gostavam dela. Alguém que sempre que podia dava o ombro às pessoas. Estive a falar com a mana emprestada, sabes o que é que nós as duas tivemos a dizer? Não somos capazes de apagar-te das redes sociais onde estas connosco. É impossível. 
Estás sempre connosco. Sempre. Acredita nisto.
Entretanto, todos nós, estamos aqui para a tua mana, para o teu filho e para os teus pais. No que pudermos, acredita... vamos vos ajudar.
Tenho estado a falar com a mana, ela sabe que pode contar com a nossa ajuda. Acredita nisso.
E estivemos nós as duas a falar dois dias antes em tomarmos café.

Beijinhos grandes minha querida.

segunda-feira, novembro 11, 2013

Daqueles que amam (ou não)

Gosto dessas pessoas: daquelas que têm frases feitas para o amor e depois vai-se a ver continuam a fazer a mesma coisa de sempre. É isto hoje. 

domingo, novembro 10, 2013

Sobre a Margarida Rebelo Pinto

Oh Guidinha, agora que já passaram uns dias depois das coisinhas que falou, que vi assim por alto a entrevista, onde também tive oportunidade de ouvir o Bruno Nogueira no Tubo de Ensaio, já posso comentar isto assim como que com outro ar, vá. Pode ser? Pode ser sim, porque aqui no estamine é uma democracia, mas quem manda sou eu. 
Falemos assim... Não gosto de si. Até gostava. Li os seus primeiros dois livros o Sei Lá e o Não há Coincidências e até que não achei assim muito mau. Digo aqui que até gostei. Li muito bem os seus dois livros e despachei os rápido. Não é aquela literatura, mas lê se bem, é agradável. Não dou os euros que os meus pais deram, por desperdiçados. Continuando, surgiram outros que até comprei. Lembrei me do Principezinho. O Principezinho, para quem não sabe, o meu livro de insónias. Leio duas linhas e já fui. Desapareci. Adormeci que nem um pequeno. Não é necessário dizer que nunca o li, pois não?! Pois... Sei que quem passa aqui que odeia a mulher dirá coisas más e feias sobre mim por comparar a Margarida Rebelo Pinto com o Antoine Saint.Extupéry. Imaginem... Não quero saber. Avancemos... 
Aqui está o problema: o seu comentário sobre as gordinhas. A partir daí amiga, o meu amor por si esta idêntico ao meu amor pelo Cristiano Ronaldo, com a salvaguarda de que pelo menos o Ronaldo assim de repente faz me saltar do sofá assim com "ganda golo caralho" e por aí fora. Esses seus comentários sobre as gordinhas, não falemos. É melhor, acredite. Porque as gordinhas são feias, porcas e más e cheiram mal do rabinho, assim como dizem asneiras daí o "oh caralho" lá em cima, não se comportam como senhoras, andam com as unhas sujas e sempre de tenni sujo, porque saltos agulha não cabem nos pés. 
Não vou falar dos seus comentários sobre o País porque sinceramente alguém que diz as coisas que você diz não deve ter noção da realidade. Todos nós sofremos cortes: a Sissy explica. Cortes não é "ah e tal não posso comprar uma mala de 500€", cortes é eu não posso comer carne de vaca porque tenho que comer carne de porco porque sobra mais uns trocos ao final do mês que me pode dar jeito para pagar a renda da casa. Qualquer dúvida que tenha faça favor de enviar mail tenho todo o prazer em tentar ajuda lá.

Eu podia

Eu podia ter paciência.
Eu podia engolir determinadas coisas.
Eu podia ficar calada.
Eu podia pensar, antes de falar.
Eu podia não gostar do que gosto.
Eu podia isto tudo. Mas depois as pessoas não sabiam o que eu realmente pensaria delas e viveriam enganadas. Por isso opto logo por "eu não gosto de ti!".
Obrigado.

quinta-feira, novembro 07, 2013

Uma questão de nome... a Sofia


Tenho conhecido várias Sofias ao longo da minha vida, inclusive eu. Consigo por tanto afirmar, que tem todas muitas semelhanças entra elas. Não sei se é pelo nome, mas olha que seja.
Sendo assim, organizo aqui os pontos em comum das várias Sofias:
Têm mau feitio (não queremos falar sobre isso, pois não?)
Têm tanto de más, como de boas 
Adoram Sushi
Adoram viajar
Têm um coração enorme
Não têm problema nenhum em dizer asneiras
Se tiverem que mandar alguém a algum sítio, mandam sem problemas
Adoram comer
Adoram chocolates
Adoram Toblerones, Guylians e After Eight's
Adoram gelados
Adoram cozinhar
Adoram fazer surpresas
Não pensam em tudo o que dizem e o que fazem
Não têm problema nenhum em levantar a voz com quem quer que seja
Às vezes enganam-se
Têm medo de perder quem amam
Perdoam facilmente
Não têm grandes grupos de amigos, têm poucos mas são os melhores
Preferem serem tratadas pelo segundo nome que é Sofia
Adoram música
Adoram música que mais ninguém ouve.

Se souberem de mais alguma é só dizer.


quarta-feira, novembro 06, 2013

Coisas da Idade


Sei que estou a ficar velha, quando os miúdos a quem dei catequese quando tinham 10 anos já são praxados na faculdade, já têm a carta de condução e por aí fora.

domingo, novembro 03, 2013