terça-feira, setembro 10, 2013

Textos Perdidos (#07)

Hoje fizeste me tanta falta... Nem imaginas. A falta daquela palavra, daquele ombro. Sim, eu sei. Nunca te tive fisicamente. É verdade. Mas sempre te senti muito perto, mais perto do que muitas pessoas que circulam à minha volta. Mais perto que muitos conhecidos. A falta de ouvir o "menina" dessa boca, com aquela tonalidade de "não és apenas uma qualquer, porque és tu". E o sentir que te estou a trair quando falo com outros homens, nem imaginas... Às vezes, sinto que me destrói. Não te sei explicar... Sei que me dói.... Pensar que no dia em que te vou contar, que vais pensar da tua menina?
Sim, porque apesar de tudo... Eu continuo a ser tua e tu não és meu.
(12 de Agosto de 2013)

Sem comentários:

Enviar um comentário

escreve... vá lá... não custa nada... ;)