segunda-feira, fevereiro 18, 2013

O meu Eu do Futuro

Guardei a minha fita da minha bênção das fitas. Na altura, não sabia bem o que escrever, por isso optei, por divagar e dar conselhos ao meu "Eu" do futuro, na esperança que me ajudasse, ou na esperança de despachar a fita. Ocupei cerca de 4 fitas, com os meus conselhos. 

"Amanhã será o teu dia. O principio do resto da tua vida. O dia que pelo qual lutaste anos a fio, o dia em que o teu Pai e a tua mãe vão chorar de orgulho. O dia em que a menina deles consegue a Licenciatura. [...] Foram 3 anos e meio. Passou a correr. Parece que foi ontem, que andaste nas praxes, em figuras tristes, mas que deixaram tantas saudades. [...] Com isto, deixo-te alguns conselhos. Nunca te esqueças de amar, de dar tudo o que tens, a alma e o corpo. De ser feliz e de acreditar. Acreditar em ti e nos outros. Eu sei que é difícil. Já deitaste muitas vezes a tolha ao chão, e? O que tem de especial? Levantas-te sempre, não foi? Então, continua. Dá oportunidades, de serem felizes contigo, de te amarem pelo que és. Simplesmente isso. Não sejas mais e não sejas menos. Sê apenas tu. Pede desculpa, sim tantas vezes foi esquecido devido a esse orgulho, portanto pede quando tens que pedir e exige que te peçam desculpa quando tens direito. [...] No fim disto tudo, só te peço isto: Sê feliz e ama. Ama com tudo. Ama com esperança, Ama com felicidade. Sê tu. Sê selvagem. [...]
Com isto, Sílvia Sofia, nunca te esqueças de onde vens e muito menos te esqueças para onde vais."
01 de Março de 2008

Sem comentários:

Enviar um comentário

escreve... vá lá... não custa nada... ;)