quarta-feira, fevereiro 06, 2013

Beleza

A beleza das coisas está nos olhos de quem vê, de quem sente e de quem vive o momento. A beleza das coisas está na esperança que ela nos transmite. No querer mais e melhor. A beleza como é muitas vezes estereotipada, não passa de um simples preconceito. A beleza não é a mesma aos olhos de todos. Por isso, muitas vezes nos apaixonamos por quem está certo ou está errado. Por isso, é que a beleza não é toda igual. Por isso é que vamos vendo e vivendo. E muitas vezes, não vamos aprendendo.

3 comentários:

  1. Depois de ler o teu post e ler este fim de texto "E muitas vezes, não vamos aprendendo.", concluo que está errada. Porque ao fazeres esta análise, já estás a pensar em tudo o que fizeste de bem e mal. E mesmo que caias no erro uma e outra e outras tantas vezes e aches que não estás a aprender, enganaste. Estás a aprender e tanto é que tens a capacidade de ir ao cerne das questões. O que difere aqui, é que uns precisam mais tempo que outros e mais pancadas da vida para que efectivamente abram a pestana e aí, é que verdadeiramente não voltem a cometer o mesmo erro. Mas aprende-se sempre. Retêm-se sempre alguma coisa. Pode não ser o suficiente para impulsionar para a atitude certa, mas aprende-se, sim. ;)

    Quanto ao post abaixo: o importante é escreveres para ti e fazer sentido para ti. O resto, vem por acréscimos.

    ResponderEliminar
  2. Tens toda a razão!
    E a sala da foto... bem, que serenidade..

    ResponderEliminar
  3. Respeitássemos o que os olhinhos dos outros vêem e apreendem!!!

    ResponderEliminar

escreve... vá lá... não custa nada... ;)