terça-feira, dezembro 18, 2012

25/12/2008

É isto. É a data. A última vez que te vi. A última vez que te dei um beijinho de despedida e que te prometi que te ligava assim que chegasse a Lisboa. O último natal em que te senti. O último natal em que me aconselhaste. O último natal em que te vivi. O último natal em que te disse "Até à próxima Madrinha". Não houve próxima. O meu último natal. Porque desde aí, o Natal é mais um dia, um dia como outro. Apenas um dia.

Se


If you can keep your head when all about you
Are losing theirs and blaming it on you,
If you can trust yourself when all men doubt you,
But make allowance for their doubting too;


If you can wait and not be tired by waiting,
Or being lied about, don't deal in lies,
Or being hated, don't give way to hating,
And yet don't look too good, nor talk too wise:

If you can dream - and not make dreams your master;
If you can think - and not make thoughts your aim;


If you can meet with Triumph and Disaster
And treat those two impostors just the same;

If you can bear to hear the truth you've spoken
Twisted by knaves to make a trap for fools,
Or watch the things you gave your life to, broken,
And stoop and build 'em up with worn-out tools:

If you can make one heap of all your winnings
And risk it on one turn of pitch-and-toss,
And lose, and start again at your beginnings
And never breathe a word about your loss;


If you can force your heart and nerve and sinew
To serve your turn long after they are gone,
And so hold on when there is nothing in you
Except the Will which says to them: 'Hold on!'

If you can talk with crowds and keep your virtue,
' Or walk with Kings - nor lose the common touch,
if neither foes nor loving friends can hurt you,
If all men count with you, but none too much;


If you can fill the unforgiving minute
With sixty seconds' worth of distance run,
Yours is the Earth and everything that's in it,
And - which is more - you'll be a Man, my son!


By Rudyard Kipling

segunda-feira, dezembro 17, 2012

About me (this year)

 
Por vezes, as decisões não são as melhores. Pensamos que são, mas não são. Á cerca de um ano, tomei uma. Uma que me arrependo. Uma que me levou ao sítio onde estou agora. Uma que não devia ter tomado. Uma que podia ter sido melhor, mas que foi pior. Uma decisão, que mudou muita coisa e infelizmente nada para melhor. Por isso, este ano podia ter acabado de uma melhor do que começou. Podia, mas não era a mesma coisa. E sempre que me tento levantar, toma lá mais uma paulada, que não mereces, levantar-te. De vez, enquando venho ao de cima e respiro, outras vezes vou abaixo como se me obrigassem e apenas sufocasse.
Se o queria apagar? Algumas partes, queria, de pessoas que me magoaram, de acontecimentos que surgiram, uma série de coisas. Gostava, que isso pudesse ser possível. Para esquecer, apenas isso. E eu, que sempre disse, que a bem ou mal, gostava de me lembrar das coisas, para saber como agir, quando me aparecesse uma situação semelhante. Mas não, este ano. Queria simplesmente, apagar.
 
Contudo, mantenho a esperança. A esperança por um dia melhor. A esperança que o amanhã é que vai ser e que ai sim vai tudo ser melhor.
 
Porque no final, it isn't all about shoes.
 
Talvez por isso, o blogue ande tão parado. E por isso, e mais uma vez, as minhas desculpas, sinceras, à quantidade de pessoas que por aqui passam. Eu sei que continuam a passar por aqui imensas pessoas e que continuam a ler.

sexta-feira, dezembro 14, 2012

Tempo e Saudade


O facto de uma pessoa pensar que a decisão tomada é o melhor para ambos, não implica que o seja. Isto, porque temos o tempo, e tudo o que depois surgiu. O que continua a acontecer, e o que aconteceu. O que magoa e o que se perde. O que nos assombra. O medo e a esperança. O querer e o ter. A amizade. Tudo isso. Uma decisão deve ser sempre tomada a dois, seja ela qual for. Não um sozinho, isto porque pudesse pensar que é o melhor, mas não o é. Acredito que inicialmente assim que parecesse, mas não. Porque não existe nada pior, do que perder alguém, muitas vezes um amigo.

segunda-feira, dezembro 10, 2012

It is all about Magic

Procura-se espírito natalício, perdido algures no tempo. 
Sei que foi perdida a emoção e a magia que em tempos tive, com este dia, com este mês. A satisfação de ser Natal e preparar o Dia de Natal, como se fosse assim uma coisa fantástica. Ficou assim perdida, encostada por tempo indeterminado. 
Talvez um dia, a volte a ter. Talvez um dia, volte a ficar feliz com o mês de Dezembro e a chegada do Natal. 
Talvez. Mas este ano, acho que não.

quarta-feira, dezembro 05, 2012

Me, Myself and I


Sonha, que tu podes.
Transforma em tudo o que consegues.
Quando as coisas vão mal, espera. Não despertes.
Aguenta mais um pouco e pergunta "porquê".
Agora acorda, desperta e arranca.
Começa por algum lado. Como se tudo e nada, fosse o mesmo.
Acredita em ti.
Sê louca.
Sê ousada.
Sê simplesmente Tu.
Sê aquilo que queres ser.
Sê aquilo que amas.
Sê aquilo porque vives.
Rodeia-te de quem te ama.
Afasta quem te põe para baixo.
Viaja.
Acredita.
Sonha.
Ambiciona.
Quer mais.
Tudo aquilo a que podes e deves ter direito.
Reúne-te do melhor que tens.
Afasta o pior que tens.
Não se pede muito.
Apenas que sejas tu mesma.
Simples como isso.

segunda-feira, outubro 22, 2012

A Queda do Mito (ou não)

Quando ele vier assumir a público que consumiu doping, eu acredito. Até lá, ele mantém-se como sendo o vencedor da Volta à França, 7 vezes, o Homem que superou um cancro, a inspiração de centenas e de milhares de pessoas, a força para (alguns) vencedores das diversas competições. A inspiração de todos e de um mundo.
Provavelmente, mesmo depois de algum dia assumir, continuará a ser isso tudo. 

quinta-feira, outubro 18, 2012

Das Pessoas da Blogosfera


Hoje era para escrever um post que não tinha nada a ver com isto. Quando abri o blogger vi o post desta menina. Fiquei triste. Triste porque apesar da blogosfera ser assim tudo muito para o impessoal, acabamos por nos apaixonar por algumas pessoas. E ela é uma delas. Porque é mãe e porque é uma verdadeira mulher. Como já te disse, que tudo corra da melhor maneira e que sejas forte, muito forte.

quarta-feira, outubro 17, 2012

No Dia Em Que...

Houver um serviço público de saúde como deve de ser, os nossos filhos tiverem acesso a uma educação gratuita e de qualidade, não existir "falta" de almoços a crianças porque os pais não pagaram 30euros, não houver pessoas a passarem fome, conseguir-se poupar algum dinheiro, todos terem direito a um trabalho justo, entre outros. 

Nesse dia eu juro que me deixo de queixar quanto ao pagamento de impostos. Até lá... vão roubar para outro lado e comecem a cortar mas é nos vossos luxos, que ele para o nosso lado não estica.

terça-feira, outubro 16, 2012

About Starbucks

O conceito de marketing do Starbucks é algo que me fascina. Acima de tudo, fascina-me o design simpático das lojas. O conceito de ir para lá estudar e ficar lá a saborear o belo do caramelo machiatto. O de ir a 50 lojas diferentes e notar-se que "é igual". Gosto desse conceito todo. Gosto das músicas que me levam para o espírito natalício, pelo menos nos dias anteriores.

segunda-feira, outubro 15, 2012

E da Leitura é isto...


O livro de tão mau que é, torna-se viciante. E é isto. Apesar de não gostar muito de demonstrações de carinho em público e tal, até chegarmos ao masoquismo, vai uma grande diferença.
Por isso vamos continuar pelas leituras de Biografias e coisas assim.

quarta-feira, outubro 10, 2012

8 Anos depois


Poucos saberiam disto: este blogue foi criado à precisamente 8 anos. À precisamente 8 anos, tinha acabado de fazer 18 anos. 8 anos de blogosfera é quase semelhante, a como estão para nós os dinossauros. Eu própria, me intitulo de Dinossaura da Blogosfera. Vão por mim. 
Nunca foi minha política ao longo destes anos fazer ofertas e coiso e tal. 

Gosto de ter liberdade criativa de escrever sobre o que amo e sobre o que odeio. Poucos entenderam isso. Para mim, a liberdade criativa sempre foi o mais importante ao escrever este blogue.

Também apanhei comentadores estúpidos, habitualmente os adoradores do Cristiano Ronaldo, mas com isso sempre andei bem é para o lado que durmo melhor.  Porque o comentador estúpido é isso mesmo: estúpido e que não merece tempo de antena.

O facto de ter um blogu,e deu me a liberdade de exprimir sobre pequenas coisas e como eu sempre disse adoro a blogosfera. Estamos a falar de 1709 posts e de 8011 comentários.

Sou viciada em alguns blogues e até em algumas pessoas da blogosfera.

E ontem uma pessoa que eu adoro, acabamos por falar no facebook. Uma pessoa que me acompanha à anos, e que eu também a acompanho à anos. Que adorava o meu blogue e que o seguia à anos. Uma fofa. 
Não faço a mínima ideia do porque de virem aqui e de me seguirem. Não sei se adoram os meus posts sobre o meu amor Ronaldo, ou se adoram o que escrevo, como escrevo. Se me perguntarem porquê é que vos sigo, sei. Se me perguntarem porquê é que me seguem, não faço a mínima.

É muito tempo de blogosfera para deixar isto assim. Se for para acabar, que seja para acabar em grande. Mas oito anos de espalhar terror nesta blogosfera não podem acabar assim. Não gosto, não quero, não me apetece. Por isso, vou voltar com calma e devagarinho, que isto da idade é uma coisa lixada. Haverá provavelmente mudanças de layout (se houver para aí alguma pessoa fofa que me queira ajudar, faça favor) e voltará a boa disposição. 

Alguma coisa agradeçam à menina que veio falar comigo.

quarta-feira, outubro 03, 2012

Sissy, essa miúda da blogosfera desnaturada

O prazer de escrever linhas e linhas, já passou. Aquele prazer de vir aqui contar-vos tudo, também. Com pena minha, diga-se. 
Por um lado, não quero acabar com o blogue. São quase 8 anos de blogosfera com muita coisa. Por outro, não quero que fiquem a pensar que sou uma desnaturada de primeira. Porque não sou. Adoro todos os meus seguidores e apesar de muitas vezes não comentar, leio muitas vezes os vossos posts. Por isso, não vou dizer Adeus, na esperança de ser um Até Já. Isto porque adoro a blogosfera de mais, para abandona-la.

Continuo, como sempre disponível através do twitter, do facebook e do mail ascoisasdasissy@gmail.com, nesses sempre todos os dias e a qualquer hora.

Adoro-vos a todos.

terça-feira, setembro 11, 2012

Dos Pseudo Ilustres que mandam Estudos


Estes tipos que mandam estudos cá para fora, na mesma maneira, como eu todos os dias calço saltos altos. A lógica é a mesma.
Começa a ser mas é um bocadinho ridículo, a redução da população a algo tão parvo como "olha a escolaridade dos teus pais, vai influenciar a tua". Não, não vai. O que vai influenciar é a educação que eles tiveram. Isso sim. Os meus pais apenas têm a 4ª classe, nunca andaram de fato e gravata. O meu pai trabalhou na construção civil e trabalhou como motorista de táxi. Pagou-me um curso universitário numa faculdade privada, pagou-me livros e nunca me faltou nada para a escola. Por isso, não. As baixas qualificações dos meus pais não determinam o meu percurso. O que determina é o facto de o meu pai ser viciado no trabalho e gostar do que fazia durante anos. De se ter empenhado na minha educação e de eu também como muitas vezes fazia, levantava-me as duas da manhã (que era a hora que ele chegava) para lhe desejar boa noite. De não me deixar faltar as aulas, porque me apetecia. Do ter que ir, porque tinha que ir. De nunca ter feito birra porque estava doente. E quantas vezes eu fui para a escola com febre e fazia de tudo para os meus pais não apercebessem? Perdi a conta.

terça-feira, setembro 04, 2012

Cristiano Ronaldo

Em primeiro, quero dar o meu sério agradecimento à família do Cristiano Ronaldo. Sem eles este blogue não seria a mesma coisa. Acreditem nisso. Continuando, porque isto vida de pobre descontente é mesmo assim.
O senhor está triste. Mal eu soube desta notícia, toda uma amargura desceu por mim baixo, a pensar o que se passa com o melhor amigo. Que será que ele têm? Fez dói-dói? Deram-lhe tau tau (cá entre nós, nada que ele não esteja habituado...)? A Irina deu-lhe com os pés? Terá sido o diamante que se perdeu? Terá sido o seu Bentley? Não meus amores da blogosfera... muito vocês se enganam. Nada disso meus pequenos. Parece que o senhor está triste, pelo seu pequeno ordenado. Muitas lágrimas se me correram por esta cara linda, olhos inchados, assim muito triste. Horas de sono perdidas. Dias. Nem vos conto. Esta tristeza, que me apoquenta desde Domingo passado. Também se diz por aí que o pobrezinho está todo ele muito triste por causa de estar no Real Madrid e que não se sente desejado. Oh meu amorzinho fofo, é normal né? Já viste a fortuna que ganhas? É que não sei se tens noção do ridículo, mas o salário que ganhas alimentava muitos países, para uns tempos. O salário que ganhas distribuído por não sei quantos portugueses todos os meses, ajudava muita gente. Por isso, deixa-te de tristeza e põe um sorriso e faz aquilo para que te pagam!!

terça-feira, agosto 28, 2012

E da Bimby, que tenho eu a dizer?

Sim é verdade. Depois de muitos terem tentado, comprei uma Bimby. Comprei uma Bimby por opção. Eu é que liguei a dizer que queria que me fossem lá a casa, fazer uma demonstração e que a queria comprar. Por opção. 
Não porque é o melhor aparelho que existe. Que substitui tudo e mais alguma coisa. Não. É um utensílio de cozinha que têm vantagens. É um utensílio de cozinha que faz algumas coisas que eu teria imensa preguiça de fazer se fosse nos tachos. Mas nada, substitui os meus queridos tachos. A vontade de cozinhar, de ir provando, saboreando, juntar especiarias, tudo. Nada substitui isso.
Dá me muito jeito para fazer arroz e massas, quando é para fazer tudo a correr. Faz uns molhos fantásticos para acompanhar carnes e peixes. E as caipirinhas? E os bolos, oh.. os bolos. E as sobremesas? Não falemos disso portanto, porque só de pensar engorda.
De todas as vantagens da Bimby tirando essas todas, a melhor é mesmo o cozinhar a vapor. A comida fica super saborosa e fantástica. 
Tenho uma Bimby da mesma maneira que tenho um frigorífico, uma varinha mágica, uma máquina de lavar roupa e afins. Tenho a para me facilitar a vida. Não é aquela coisa que toda a gente fala como a verdadeira maravilha que faz tudo e mais alguma coisa.
E não, o arroz de lá, não fica melhor que o meu.

quarta-feira, agosto 22, 2012

Quem me ensina a poupar?


Li este post e não podia estar mais de acordo. Quem me derá a mim ter que ir levantar 20€ ao multibanco para ir às compras a algum hipermercado. Quando quero fazer umas comprinhas mais básicas vou a mercearia da zona e tenho que levantar dinheiro, porque não têm multibanco.
Eu gostava de saber como é que há pessoas que conseguem gastar uma percentagem mínima do ordenado no supermercado. Gostava, a sério que gostava. Não é difícil gastar muito dinheiro no supermercado. Ainda a semana passada lá fui e deixei lá mais de 100€. Não trouxe nenhuma extravagância, que possam imaginar. Trouxe legumes, fruta, peixe, detergentes e mais umas coisas para a casa. Já lá voltei para ir buscar fruta. 

Agora, se fazem favor, pessoas que fartam-se poupar trocos no supermercado e que dizem que fazem as compras todas do mês entre 100€ a 150€, como é que fazem?

Desde já a conta bancária, eu e o meu namorado ficamos todos muito agradecidos.

quinta-feira, agosto 16, 2012

About people

Eu sempre disse, que se nota a bondade das pessoas, nas atitudes que têm para com os animais. E hoje, não podia estar mais de acordo com esta afirmação.

quinta-feira, agosto 09, 2012

Coisas da Bicharada

A comida deles para nós é tão importante como a nossa. Não só pela saúde deles, como pelas vantagens que tem para nós. A melhor opção para mim, passa sempre, mas sempre, por ir falar com o veterinário. Saber o que ele aconselha. Sei que muitos, aconselham mais uma marca, do que outra, por motivos que nos sabemos
A Royal Canin (é aquela que eu uso) têm uma gama vasta e ideal, para os gatos de casa. Para além disso, a comida é adaptada para as necessidades deles - gama Royal Canin Veterinário. O preço em si, não é acessível a todas as carteiras, é a verdade. Mas para quem têm poucos gatos, o preço acaba por não ser por ai além. Eu gasto uma saca de 10 kilos por mês e tenho 7 bichanos. Façam as contas.  
Comida húmida, muitas poucas vezes entram pela aquela boquinha a baixo. Quando entra é apenas a Schesir que eles adoram e é uma prenda para eles. Para verem, numa loja de produtos veterinários custa em média 1,90€, no site em que eu costumo comprar custa 1,05€.
Da Areia, experimentei tantas, mas tantas e tantas, que poucas me agradaram como esta. Sem cheiro. Vou lá com a pá de dois em dois dias, tiro as necessidades deles. Conforme vou tirando vou pondo. No fim do saco, tiro toda a areia, limpo a caixinha e vamos com areia lavada.
Mando vir todos os meses uma encomenda da Tienda Animal, não se pagam portes acima dos EUR 50, dá para pagar por transferência bancária, visa e contra entrega. 

Agora senhores da Royal Canin, da Schesir e da Tienda Animal: podem me oferecer descontos com a publicidade que faço e podem também lá ir ver a casa se uso ou não. Estão à vontade, que a Sissy deixa. :)

segunda-feira, agosto 06, 2012

Das pessoas que ficam e daquelas que vão


Isto existem pessoas que nos fazem falta, muita falta. Com quem nós sabíamos que, podíamos contar. Não necessita de ser necessariamente uma pessoa com quem nós falamos todos os dias. É uma pessoa que já foi muito importante para mim. É uma pessoa que dava tudo por quem gostava. Era uma pessoa que amava incondicionalmente os meus pais, a mim e ao meu irmão. Era a minha madrinha de baptismo e a minha querida tia. A melhor pessoa que até hoje eu conheci. Uma pessoa com um coração enorme. Uma pessoa que perdeu o marido muito cedo, que criou um filho sozinha, num país estrangeiro. Uma mulher forte. A definição em tudo o que significa ser Mãe, Mulher e Amiga. A pessoa que todos os dias me lembro dela, com um sorriso na cara. A pessoa que quando eu preciso de ajuda lembro-me logo dela.

E hoje passados 3 anos e meio, ainda sinto a falta dela e só me apetece dizer mal daquele filho da puta que a levou: o cancro. 

quinta-feira, julho 26, 2012

Dias dos Avós

Infelizmente, já não os tenho. Quer dizer, ter tenho, porque nunca deixam de ser os MEUS avós. Únicos, especiais. Mas isto hoje, não é dia de lamúrias. É dia de agradecer a Eles, estejam onde estiveram. Pelas risadas, pela felicidade, pelos bons momentos, pelos meus pais, por tudo. Por tudo o que me deram, por tudo o que me desejaram.
Com isto, Parabéns a todos os Avós de todo o mundo, quer estejam entre nós, quer não estejam e que continuem a espalhar o Amor que vocês sabem, melhor do que ninguém, pelos vossos netos!

quarta-feira, julho 25, 2012

Ted


Aconselho vivamente este filme. Adorei. Fui ver ao cinema e só tenho a dizer o Ted é um grande maluco. Deu para rir imenso, com as loucuras do urso.
Para começar têm o Mark Wahlberg que nem tenho palavras, para descrever o senhor. E ainda têm a Mila Kunis, oh se eu fosse gajo.

Podem ver o trailer aqui.

terça-feira, julho 24, 2012

From Summer with love


Quem me conhece sabe que gosto do Verão e do calor. Gosto dessas coisas todas. Mas não gosto de andar a apanhar escaldões, não acho piada. Da mesma maneira, que não gosto de ir para a praia nas horas de maior calor, ou vou muito cedo ou vou mais à tarde. Uso sempre, no inicio, protector solar factor 50 da Avene, que vida de nuvemzinha mal encarada é assim. Coloco o chapéu de sol, a toalha e lá vou eu. Repito o protector solar de 2 em 2 horas. Tenho este cuidado, não porque me disseram para o fazer, mas sim porque não gosto de andar com ar de lagosta. Não gosto. Da mesma maneira que, não gosto de andar com marcas de bíquini. Das poucas vezes que apanhei escaldões, foi este aqui que me salvou. Bendito seja. Com isto, consigo (ao contrário daquilo que outros podem pensar) ficar bem bronzeada e com cuidado.

quarta-feira, julho 18, 2012

É só a mim? Será normal?


Já vos aconteceu uma música passar na rádio e dizerem "mas que porcaria é isto?" e depois de estar sempre, sempre, sempre a passar, lá começamos a dizer "ah pois até que é gira..". Passado mais algum tempo, ela começa a passar na rádio e lá levantamos o som e começamos a cantar? Demasiadas vezes. A sorte é que nunca passaram para a categoria de músicas fantásticas que ouço a qualquer hora e quando estou feliz ou deprimida.

terça-feira, julho 17, 2012

As Horas Distantes

Comprei este ebook. Vamos ver. Se vou gostar ou não. Comprei quer dizer, ofereceram-me um vale. Quem sou eu para desperdiçar estas oportunidades? Já agora, informo que podem continuar a enviar vales, que eu aceito.

Já faltou mais...


Para estarmos em modo férias. Eu prometo que vou ser boazinha, vou pôr muitas fotos e coisas assim muitoooo simpáticas.

sexta-feira, julho 13, 2012

Hoje dei para aparvalhar (ou será que são eles que aparvalham connosco?)



Para quem não sabe eu tirei o meu curso de Comunicação nas Organizações (Marketing, Publicidade e Relações Públicas), na Universidade Lusófona. Logo pôr aí, julgo que já devo ter equivalência a não sei quantas cadeiras dos outros cursos, por isso acho que isso deve me dar direito a mais cadeiras de equivalência do que o outro. Continuando. Tenho 7 gatos já à algum tempo. 4 deles nasceram em minha casa. O pai deles foi lá para casa ainda bebé e tivemos lhe que dar leite por uma seringa. A tia deles já magoou a pata e andou engessada. 4 gatos já foram esterilizados e 1 gata também. Mudei pensos, dei comprimidos, tratei deles. Aturo animais de duas patas todos os dias. Que diga-se, muitas vezes é bem pior do que aturar os de 4 patas. Será que isto me dá equivalência ao curso de Medicina Veterinária?

quinta-feira, julho 12, 2012

Depois ainda me perguntam porque é que eu prefiro os gatos...


Eu compreendo que nas empresas sejamos apenas um número, uma despesa. Eu compreendo isso tudo. Compreendo também, que existem pessoas mais dadas que outras. Também compreendo. Compreendo também, o porquê, de numa altura de despedimentos, se queiram distanciar dos colaboradores. Agora não podem e não me vão obrigar a compreender, que quando mandam alguém embora, alguém com quem têm uma relação, embora apenas e só profissional, não dizem nada, nem comentam. A pessoa que assina a carta está passados uns dias, com a outra pessoa que mandou embora. A pessoa que assina a carta, simplesmente não faz qualquer tipo de comentário. E a empresa, não é assim tão grande, para não se lembrarem disso! Ninguém sabe de nada. Ninguém diz nada. Ninguém sonhava que a outra pessoa ia ser mandada embora. A chefia directa, também não sabia. A pessoa que supostamente escreveu a carta (sim, porque não é a mesmaa!!!) nem sequer pode dizer alguma coisa devido aos princípios de confidencialidade. Uma autêntica falta de respeito pelas pessoas. 
É que isto até esta fácil para arranjar trabalho e tudo.

quarta-feira, julho 11, 2012

Das insónias

Eu não sei o que tenho mais: se sono ou se vontade de ir de férias. Sim, porque as minhas amigas insónias voltaram. Assim lindas que só elas. Gosto mesmo delas (ou não). É assim uma coisa muito bonita ficar acordada durante umas horas, a fazer festas aos gatos, porque tenho que me entreter com alguma coisa. É mais bonito ainda, levantar-me com uma enxaqueca. Muito bonito. Lindo. É também muito giro, ficar acordada assim de manhã cedo. Apenas isso.

sexta-feira, julho 06, 2012

Alguém que me explique...


Tantos comentários me surgem, que vocês nem imaginam. Eu, quando esta história toda começou, sabia que as coisas iam ficar um bocadinho más, mas assim? Juro, que nunca imaginei. Dizem que a natalidade baixou. Então mas queriam que o pessoal andasse aí a comer-se uns aos outros, para trazerem crianças ao mundo, para passarem fome? Era isso? Que é que estavam à espera? Que o pessoal fosse de férias, fosse jantar com a família? Era isso? Eu só ouço cortar, cortar e cortar. Só ouço pessoas que não têm trabalho, que estão a passar dificuldades, que querem pagar as despesas e não há dinheiro. Só ouço isso. Sempre pensei (como boa optimista que sou, mas isso também está a acabar...) que as pessoas tivessem direito ao trabalho (assim como também têm o dever de o procurar). As pessoas tivessem direito à família, ao bem-estar. Mas não. Parece que não. Mas sim, vocês pensam que não, mas eu (e mais quantos?!) tenho a solução para eles: comecem a cortar nos vossos ordenados, nos vossos jantares caros, nos vossos carros novinhos, nas vossas férias com tudo de bom. Fácil. Também não gostam? Temos pena. Começamos por quem nos colocou nesta situação.

Dos subsídios de férias, nem vou falar, porque não vale muito a pena. Já estava à espera. Triste, mas verdade.

Por isso, alguém que me explique, será que o problema sou mesmo eu, ou é mesmo desta gente que não chega lá?

Das novas tecnologias


Eu sempre disse que não ia achar piada a estas coisas. Ver jornais num ecrã? Tão parvos... só pode. Livros? Muito menos. Só gente parva. O problema é que, eu devia ter estado calada. Bem caladinha, que fazia melhor figura. Estou loucamente apaixonada pelo meu novo iPad. Lindo que só ele. Com ele leio as notícias todas, os jornais e os livros. Nunca pensei escrever um post a dizer que tinha trocado o papel. Nunca. Acreditem nisso. Eu, que quando andava na faculdade, imprimia tudoooo para corrigir com caneta. Eu que sempre andei com papel à volta. Eu mesma. Troquei-o. Com isto, tornei-me mais amiga do ambiente e sempre se poupam umas boas quantidades de papel.

quinta-feira, julho 05, 2012

Não se fala, mas existe.


A fome. O querer comer e não ter. O precisar de sopa e não ter nem uma cenoura. A época do desperdício, onde se tinha tudo e nada se queria, já passou. A época em que se ia jantar fora, sem olhar para o dinheiro, também. O ir às compras já não passa por ir, mas por ir porque preciso e preciso de pensar muito bem no que se vai gastar. Será que preciso? Será que me faz mesmo falta? São perguntas que agora fazemos. Mas voltamos ao mesmo, ao querer comer. E o problema é que uma pessoa quer ajudar. Quer dar. Quer que não tenham fome. Que não chorem. Querem isso tudo. E agora, como?

domingo, julho 01, 2012

quinta-feira, junho 28, 2012

Bom-Dia

Bom-Dia São Pedro,
Desde já agradeço este bom tempo. A sério que agradeço. Já era demasiada chuva e frio. No entanto, pelo meu bem estar, e acredito que de mais umas quantas pessoas, não vale a pena tanto calor. Calor é bom. O calor faz as pessoas andarem mais bem dispostas e de bem com a vida. Gosto do calor, da praia, do marisco, das férias, e dessas coisas todas que me fazem lembrar o calor. Mas tanto, não! Não consigo dormir. Tenho insónias e enxaquecas ao mesmo tempo. É algo por demais. Por isso, toca a baixar a temperatura, para algo agradável. Algo que nós faça chegar à rua e sorrir. Algo que tenha uma leve brisa de vento fresco, mas que saiba bem andarmos de sandálias, de tops ou de vestidos. Algo que não seja preciso vestir nenhum casaco fino à noite, mas se vestirmos, também nos sentimos bem. Algo com que os meus gatos, não precisem de se deitar em cima do chão, a olhar para a dona com olhar desesperado, sem saberem muito bem o que é que se passa. Algo bom. Algo agradável. Algo que nos faça sentir bem.
Muito Obrigado.

quarta-feira, junho 27, 2012

Olha a coisa mais linda...


Calor e insónias. Os dois misturados ficam lindos, lindos, lindos. Nem sei como estou de pé. Ainda estou a tentar perceber como me consegui levantar. Quando descobrir aviso. Isto se entretanto não tiver adormecido.

terça-feira, junho 26, 2012

Private Post


Lembra-te das várias coisas. Mas não as queiras repetir.
Lembra-te do que podes fazer para melhorar.
Lembra-te que podes ser feliz.
Lembra-te de lutar.
Lembra-te do que te faz feliz.
Lembra-te de ser feliz.
Lembra-te das pessoas que amas e já cá não estão.
Mas lembra-te delas, como elas eram: felizes.
Lembra-te das pequenas coisas que te fazem feliz.
Lembra-te que és feliz com a felicidade de quem amas.
Lembra-te das pessoas que amas e vai ter com elas. Diz o que te vai na alma.
Lembra-te que és diferente.
Lembra-te de fazeres aquilo queres, sem pensares no amanhã.
Lembra-te que amas.
Lembra-te de ajudar quem precisa.
Lembra-te de amares o próximo.

Mas acima de tudo, não te lembres. Porque esta és tu.

segunda-feira, junho 25, 2012

Dos bichanos lá de casa

O homem lá de casa decidiu baptizar (de novo) o meu gato preto, o Nero. Desde ontem, o Nero, chama-se Nero Balotelli. As coisas que eu tenho que ouvir...

quinta-feira, junho 21, 2012

From the Kitchen with Love

O B. gosta de fazer comida "como faz o Gordon Ramsay". Quem sou eu para o contrariar? Ninguém. Por isso ofereci estes dois o Chefs Secrets e o Apetite Saudável, ambos dele. Por isso, podes continuar que eu agradeço.

Dos meus bichanos

Quem têm animais sabe que esta altura do ano não é fácil. Muito pêlo por tudo quanto é sítio, e pouco tempo. Por isso, por conselho do veterinário deles comprei o Furminator. Que tenho a dizer sobre isso? ADORO! Tira o pêlo morto (quase) todo e ainda ficam mais fofinhos, e por incrível que pareça é possível ficarem ainda mais! Só têm um contra... eles não acham muita piada. Ficam assim a olhar e tal. Para quem têm animais que não gostam de sons tipo aspirador e afins (como os meus), este não faz barulho nenhum! Não funciona a pilhas, nem nada. Passa-se pelo pêlo e elimina uma grande parte do pêlo morto. Se forem a este site mais para baixo, podem ver um pequeno vídeo, que explica como funciona. O preço depende dos sítios, mas varia entre os EUR 35 e os EUR 39.

segunda-feira, junho 18, 2012

Da boa música quando regressam a Portugal

Uma das melhores vozes da actualidade, apaixonada por Lisboa, vai estar em Portugal, no Cascais Music Festival dia 18 de Julho. Não achei os preços nada de extraordinário, entre 18€ e 20€.  
Se não conhecem e são apaixonados por jazz, ouçam. Vão adorar! 

sexta-feira, junho 15, 2012

Isto é que não

Não que eu seja gulosa. Nem nada assim do género. Eu nem gosto de Nutella, nem de Maltesers, nem de Gelados, nem nada dessas coisas. Mas isto é que não!

quinta-feira, junho 14, 2012

Cristiano Ronaldo



Muito obrigado, pelo jogo que fizeste. A sério. Enquanto estava a ver aquela espécie de "eu só sei jogar bem a quem me paga", surgiram-me imensos comentários. Nem imaginam. Contudo, não. Ao contrário daquilo que pensam, o melhor comentário que me apareceu foi no twitter: Será que se ele tivesse a Irina de perna aberta atrás da baliza, acertava? Uhm? Outro comentário me surgiu... Será que existe alguém tão estúpido que não mexe um cu na sua própria selecção nacional, enquanto o outro estúpido fez um hattrick e está mais próximo da bola de ouro?
E depois ainda me querem comparar esse com o meu Luís Figo. Não ofendam pessoas de bem e tenham vergonha quando vêm falar do Luís Figo e dele na mesma frase! Ou até na mesma conversa.
Uma autêntica vergonha, é o que é! Se tivessemos perdido, achava bem que não pusesses as patas por aqui.

E devido a essa coisa, ainda me fez falar mal!!

Love



Persons are not known by intellect alone, not by principles alone, but only by love. It is when we love the other, the enemy, that we obtain from God the key to an understanding of who he is, and who we are. It is only this realization that can open to us the real nature of our duty, and of right action. 

Thomas Merton, 
in a letter to Dorothy Day 
20 December 1961