quinta-feira, junho 30, 2011

Coisas que Mudam



É triste perdeu-se uma vida. Agora cada vez que carrego no acelerador lembro-me do rapaz e penso "Se calhar aqui, podia andar mais devagar..." e ando. Só espero que o exemplo (infeliz) dele possa ser aproveitado para salvar mais vidas . 

Porquê sim, andar na estrada portuguesa é quase comparado a ir para guerra.

sexta-feira, junho 24, 2011

Pois claro que sim...


É Feriado lá para cima para o Porto. Mas de manhã passei pelo Metro de Odivelas e perguntei "Será que aqui também não é?"

A confusão habitual, nada. Os malucos do costume, não. Parecia que era feriado.

Desta Blogosfera...



O tempo não têm sido muito ou nenhum. Não consigo vir aqui publicar da maneira que queria da mesma maneira em que não consigo ir (com muita pena minha) aos vossos blogues. Tentaria que este fim-de-semana as coisas voltem pelo menos ao normal. Provavelmente não conseguirei publicar com a frequência que vinha aqui. Mas acreditem que é por uma boa causa.

Muito obrigada a todos os que continuam a vir aqui, mesmo sem ir ver os vossos blogues.

Porque sim, a blogosfera ainda têm pessoas decentes, poucas mas ainda as têm.

segunda-feira, junho 20, 2011

Time




It is time to explain myself — let us stand up.
What is known I strip away,
I launch all men and women forward with me into the Unknown.
The clock indicates the moment — but what does eternity indicate?

Walt Whitman
in Song of Myself

quinta-feira, junho 16, 2011

Stupid People (#03)


Assaltaram-me o carro à porta de casa. Descobri esta coisa fantástica na 3.ª Feira de manhã. Supõe-se que tenha sido algures entre a noite de Sábado e a noite de Segunda para Terça. Até aqui tudo normal, ou quase normal. Das coisas que me roubaram-me levaram-me o comando da garagem comum. Os jovens claro, que me abriram a garagem, segundo eles (porque eu não vi nada) vandalizaram a garagem e pintaram um carro (que não faço a mínima qual seja nem afins, porque não me dizem nada). E eles quando ainda não sabiam de nada, começaram logo assim a fazer cenários, fantásticos. Basicamente, culpar o pessoal lá de casa. É que nos achamos giros andarmos a pintar os carros das outras pessoas, somos malucos. E eles que deixam sempre as portas abertas da garagem. Sabe se lá se não foi disso?

Este post não tem nada a ver com os outros. Apenas aconteceu, porque existe muita gentinha estúpida por aí.

quarta-feira, junho 15, 2011

terça-feira, junho 14, 2011

Stupid People



Existe gente tão estúpida, tão estúpida mas tão tão estúpida que por vezes apetece-me mesmo lhes dizer "Como é que tu és tão estúpida?".

É que vocês não imaginam a quantidade de gente dessa que anda por aí...

Swimsuit





Nem tenho comentários para as fotos.

quinta-feira, junho 09, 2011

My Love, My sweet love!

Agora olhando eu percebo. Percebo tudo. O meu pai é que a sabia. "Filha, um par de sapatos chega, quando se romperem, olha compras outros." Sim, é mesmo isso. O meu pai afinal é que é o culpado de o meu amor desmedido por saltos altos. Do meu amor por sapatos, caros. Mas não é o único, claro que não. Depois temos te a ti Christian Loubountin (já somos assim tão íntimos, é verdade). Pois que isto de barato não têm nada. Tu  és o culpado. Oh, se és! Fazes sapatos tão bonitos e perfeitos, esperas o quê? Isto é assim, ou arranjas-me um trabalho onde eu ganhe bem e possa comprar um par de sapatos por mês ou ofereces-me os. Tens escolha e tudo.

Entretanto, como pedido de desculpas envia-me o conjunto que está na foto size 41. Manda mail que eu envio a morada. Eu posso pagar os portes. 

Que és bom que te fartas!

Escada - Taj Sunset
A minha próxima compra. Ai que cheira bem que se farta.

quarta-feira, junho 08, 2011

Ajudem a Sissy

Vogue Shows
Uma marca que da qual eu compro habitualmente enviou este site. Confesso que fiquei apaixonada pelo dito. Têm coisas muito bonitas e em conta. 

Alguém conhece? Alguém já lá comprou alguma coisa?

terça-feira, junho 07, 2011

Desta semana temos... (#4)

From Prada to Nada
Red Riding Hood

Harry Potter and The Deathly Hallows - Part 1
Waiting For Forever
No Strings Attached

Chloe
Adorei os a todos. Cada um à sua maneira. Mas fiquei apaixonada por todos.  

No Strings Attached é uma comédia romântica lindíssima. Chloe é um drama fantástico (não vejam o filme com criancinhas, vão por mim, que eu só vos quero bem!). O Harry Potter and The Deathly Hallows: Part 1 excelente como sempre (não gostei muito do penúltimo, sou sincera!). Waiting For Forever o filme mais romântico dos últimos tempos! De ficar com lágrima. O rapazinho é tão intencionado. From Prada to Nada é mais uma comédia romântica muito bonita, adorei. Red Hidding Hood é um filme de mistério muitoooo bom. Só no final é que se sabe o que se passa, mesmo bom!

segunda-feira, junho 06, 2011

Coisas desta blogosfera


Nesta blogosfera todos votaram (a abstenção foi apenas uma ilusão), são todos Socráticos e são todos pseudo-políticos que dizem que percebem de política, da mesma maneira como eu percebo de mosaicos. 

E será que aqueles que criticam os votos dos outros são os que não votaram porque simplesmente-olha-não-deu-jeito-e-preferi-estar-de-rabo-sentado. Não serão os mesmos?

Apenas isto.

Something Else




"O que a fotografia reproduz ao infinito só ocorreu uma vez: ela repete mecanicamente o que nunca mais poderá repetir-se existencialmente.‎"

Roland Barthes 
La chambre claire
Éditions de l'Étoile

domingo, junho 05, 2011

Já esta votado!

Já está votado. No partido que vai ganhar e na esperança que as coisas mudem. Votei em consciência. Sei em que votei.

Aliás até votei duas vezes, votei cá fora para a Sondagem à boca da urna da RTP/Universidade Católica.

Estive quase, quase, quase a ir de Laranja, mas isto aqui como é uma terra de comunas, achei melhor, não.

sexta-feira, junho 03, 2011

Rock The Vote!!!!!!!!!!!!


Mais de que um direito é uma obrigação! É um dever cívico! Um dever em consciência connosco mesmos! É onde temos direito à opinião e onde conseguimos demonstrar aquilo que pensamos! Não interessa o partido, a etnia, a religião, o sexo ou a idade. O que interessa é lá ir. 

quinta-feira, junho 02, 2011

Factos (#01)

 “Pain is temporary. Quitting lasts forever.” 

Lance Armstrong

Se não como...







Tenho o direito e a obrigação de postar. Pelo menos os olhos comem.

Foi o amor...




Oh se foi. Foi uma paixão por esse telemóvel, que nem vos digo nada. Comprei o em Dezembro de 2004, na altura custou-me EUR 290, aquilo que me custou a juntar o dinheiro. Perdi o dito na Confeitaria da Ajuda, na Baixa em Janeiro de 2005. Até chorei. Foi a desgraça. É que esse telemóvel tinha mensagens linda que o B. me tinha mandado. Quando recebi a Bolsa de Estudo em Abril, onde é que eu fui estoirar o dinheiro? Exactamente... no telemóvel. E em roupa, claro! 

Ainda hoje se houvesse para aí algum, eu comprava.

Agora contem-me vocês. Alguma paixão assim desmedida por algum objecto em particular?