sexta-feira, abril 29, 2011

Prontos, está bem... eu também falo...(#02)




O segundo vestido é muito bonito. Simples. Adorei o pormenor da cintura e o casaco.

A Blogosfera divide-se entre...(#01)



...o pessoal que achou uma coisa fantástica o casamento da realeza e que publicaram posts e os outros que odeiam a realeza e não publicam posts, ou publicam-nos a falar mal daqueles que publicam.

Venham aqui ao confessionário... venham lá.

O Príncipe William foi uma das minhas primeiras paixões de criança (quando ele ainda era um rapaz todo jeitoso e o irmão um patinho feio). Já estão a imaginar a minha desilusão quando o jovem casa com uma plebeia. Desgraçado. Devia era ter sido eu. 

Agora, ficamos pelo irmão que digamos que está  bem jeitosinho.

Agora contem aqui à vossa Sissy, qual era a vossa paixão assim de gente-famosa-e-com-muitoooo-estilo, quando eram jovens?

Prontos, está bem... eu também falo...

Kate Middleton
Pippa Middleton

Victoria & David Beckman

A Princesa estava linda. A Victoria Beckman estava linda com os Louboutins e a Pippa também. Achei piada à paixão dos Britânicos pela realeza. E é só.

E não, não vi o casamento. E se vocês soubessem onde é que eu vi pela primeira vez o vestido da Kate riam-se imenso.

Beauty

quinta-feira, abril 28, 2011

O Livro (#02)


Isto é daquelas coisas que nunca se esquecem. O primeiro livro que eu li foi quando andava no Externato. Devia ter cerca de 8/9 anos, não muito mais que isso. Comecei só algo soft: a colecção dos Arrepios. Adorava aquilo.

Li-a Banda Desenhada, li-a tudo aquilo que me dava.

Entretanto, a madrinha do meu irmão tinha lá uma colecção de livros enorme. Era os livros da Patrícia, como eu os chamava, autora é a Julie Campbell, . Li a colecção cerca de 2 vezes, ela tinha os todos. Era cerca de uns 39.

A madrinha do meu irmão apercebendo-se da paixão que eu tinha pela leitura, no meu Aniversário, no Natal e na Páscoa oferecia-me sempre livros. Mas eram logo uns 3 ou 4. 

O gosto era tanto que eu chegava a ler o livro umas 5 vezes. 

Todos os trocos que eu conseguia arranjar iam para os livros. Lembro-me de levantar às 7 horas da manhã, com 10 anos, só para ir buscar pão, para ficar com os trocos, do dinheiro que o meu pai me dava. Como ele sabia para o que era, nunca me dizia nada. Dava o dinheiro ao meu pai para depois me comprar um livro. E eu sabia, que se eu lhe pedisse um, ele trazia-me mais uns dois ou três. 

Nisso sempre tive sorte. Ia mos a algum lado, pedia um livro, "já acabaste dos ler?" era sempre a pergunta dele. "Já sim, papá!", "Então vai lá buscar uns que gostes!".

E lá ia eu, toda contente.

O Livro (#01)

Não existe coisa mais linda e perfeita, do que um belo livro. 

Aquele livro que nos transporta para uma outra dimensão. 

Aquele livro que nos faz ler e reler. 

Aquele livro que fechamos a capa e pensamos "Mas o quê é que está a seguir?"

Aquele livro onde nos deitamos e ficamos a pensar nas personagens. 

Aquele livro onde vamos na rua e vamos a pensar na vida daquela personagem.
Aquele livro que lemos no metro. 

Aquele livro que lemos 10 minutos na hora de almoço e parece que tudo corre melhor. 

Aquele livro que choramos com as personagens e nos rimos com as suas aventuras. 

Aquele livro que é melhor do que uma ida ao psicólogo.
Aquele livro que nos faz sonhar.

Aquele livro que levamos para a praia.
Aquele livro onde devoramos página atrás de página, ao sabor das ondas e ficamos à espera sempre de melhor.

Aquele livro que nos faz querer mais e melhor.

Aquele livro que nos faz ler 403 páginas em 3 dias (aconteceu-me este fim-de-semana).

Aquele livro que estamos a ler e está a passar a nossa série preferida na televisão, e continuamos a ler o livro.

Qualquer livro: os romances, as biografias, as histórias, os dramas, o livro.

Quem não lê, quem não sabe o que é um bom livro, que não sabe o que ser transportado para outra dimensão, não sabe o que é ser feliz e não sermos nós.

Cristiano Ronaldo (#30)

Mete me um bocado nojo as pessoas não saberem separar o que é importante. 

Eu não gosto do CR7, mas admito que é um óptimo jogador e que esta a jogar muito bem em alguns jogos. 

O Mourinho sempre soubemos que aquele era o estilo dele. Arrogante e mal disposto. Não é novidade. Se isso lhe deu algum título? Sinceramente acho que sim. Não é ele que agradece a Deus por não ser modesto? Têm mais do que razão para não o ser.

E não falo para os defenderem apenas porque são portugueses. Mas sim, porque são extremamente bons naquilo que fazem. Que essa treta de defender porque apenas é Português, dá-me vómitos. Deve se defender porque são bons, são excelentes. 

Eu escrevi um post a falar bem do Cristiano Ronaldo, vou vomitar, e já venho.

quarta-feira, abril 27, 2011

Da Crise... Do bicho papão e do FMI!


Quem não tem dinheiro não têm vícios! É simples... 

É mais do que normal o 13.º e o 14.º ir para as poupanças, na minha casa e na casa do meu namorado, sempre foi assim. E na nossa, fazemos o mesmo. 

Se nós os dois não recebemos 2.000 euros, não vou estar a gastar esse dinheiro! 

Se eu não posso jantar fora todos os dias, vou uma vez de dois em dois meses, se tiver. Se não tiver, como em casa. Até como melhor e mais barato! 

Se não posso ir passar férias, vou passar férias com os meus sogros. Prefiro ter dinheiro guardado para o amanhã do que andar aflita. 

Tenho um cartão de crédito para uma urgência, para ir ao supermercado para por gasolina. Usei o este mês, porque quis comprar uns sapatos para um casamento. Se o não devia ter feito, se calhar, não. Arrependi-me assim que o passei na máquina. 

Não tenho créditos em lado nenhum. 

O meu carro custo-me os olhos da cara mas fui buscar dinheiro às nossas poupanças! Levei notas de EUR 500 ao homem do stand, mas paguei-o! E sabe-me tão bem conduzir um carro, que não tem nenhum crédito associado. 

Se não posso, não o gasto. 

Queixam-se que as coisas estão mal, claro que estão! Os centros comerciais continuam a abarrotar de gente. 

Ao dia de semana, às 15h30, está imenso trânsito para entrar dentro de um centro comercial. Pessoas a estoirar dinheiro naquilo que podem e naquilo que não podem. 

Se não o têm, não o gastem. Simples. 

Se eu não tenho dinheiro para ter o serviço completo da Zon, não o subscrevo!

Se eu não posso andar vestida com a última colecção, não ando!

Se eu não posso conduzir um mercedes, não o compro!

Se eu não posso ter uma casa no bairro mais in, não a tenho!

Se eu não posso ir para fora todos os anos, não vou!

Não é complicado, a sério que não é!

Se cometi asneiras? Claro que as cometi. E paguei-as ou vou pagando. Agora não se ponham a queixar ou a chorar que não têm dinheiro para comer, quando nos sabemos o que se passa.

Parte deste post pode também ser lido em um comentário que deixei aqui.

Se estivesses calada, nem sabes o bem que te fazia!

Numa chamada telefónica com a minha sogra.

SissyPor acaso têm ai algum cão? É que parece um cão a ladrar.

Sogra: O quê?

Sissy: Um cão... a ladrar.

Risosss imensos do outro lado do telefone.

Sogra: Não. É o teu sogro a espirrar.


Montes de risos.

Eu vermelha. Sem sítio para me esconder. A pedir desculpas. Imensas.

Só mais uma vez e é desta!


Eu se ouço só mais uma vez as palavras "Royal Wedding" ou corto os pulsos ou não sei!!!! É que é demais. Já começa a entrar um pouco mais do que na área do absurdo!

terça-feira, abril 26, 2011

Foram-se e dá nesta bela shit...



Afinal não é só o País que anda a crise. A blogosfera também anda! Crises de Identidades é o que é... Eu sei que todos nos temos necessidade de aprovação e escrevermos posts e tal... mas não é preciso tanto!

A Sissy tem sempre razão!


Um homem ou uma mulher quando traí é porque não se sente bem com aqui que têm em casa.

E não venham dizer que não desconfiam porque ou são muito totósss ou então são mesmo burras que nem portas.  

E não venham com a treta das tentações fora de casa e afins, porque se tiverem todos bem servidos, elas continuam a aparecer e ninguém vai comer fora.

Em cem pessoas, uma foge a esta regra.

Vamos começar assim...









A colecção deste ano da Poko Pano é lindíssima! Like ever! Mandem vir todos que eu quero.

domingo, abril 24, 2011

Posse

"O sentimento de posse é uma tendência suicida. Facilmente aniquila o que quer preservar. Resulta bem com objectos inanimados mas é pouco delicado a pedir a rendição absoluta a quem tem uma palavra a dizer sobre o assunto. Daí que os amantes não tenham nada a aprender com a guerra - entre paredes, a rendição não se ordena, oferece-se. E todos os tratados são condicionados. Tudo o resto é inocência de quem acredita possuir alguém. Quando o mais provável é que lhe tenham entregue um envelope vazio."
In The Heart is a Lonely Hunter

Já tinha publicado esta frase aqui. É incrível como ainda hoje se mantém. 

Happy Easter!


Uma Feliz Páscoa para todos vocês!

Principalmente para as crianças que hoje andam deliciadas atrás dos Ovos da Páscoa!

sábado, abril 23, 2011

Have a Really Great Weekend...

... with many Kinder eggs and almond's!

Vejam lá mas é se não vós acontece o que me aconteceu a mim. Ia eu descansadita comprar um, e esfumaçaram-se.  Andei a ver os Guilians, desapareceram.

Se encontrarem algum podem me envia-lo por correio.

quinta-feira, abril 21, 2011

Obviously


“Whoever said that money can’t buy happiness obviously didn’t know where to shop.” 

 Gossip Girl
Blair Waldorf

Estado em Que se Encontra este Blogue (#2)


Acreditando, imenso!!

Que quando andamos atrás das coisas, elas se realizam.

Que quando nos esforçamos elas acontecem.

Da Páscoa...

Por hábito, pratico a Quaresma. Já desde que era pequenina. Para quem não sabe é abdicar de algo que supostamente estamos habituados (carne) em dias específicos. Estes dias é a Quarta-Feira de Cinzas, todas as Sextas-Feiras e a Quarta, Quinta e Sexta da denominada Semana Santa (esta). Isto é vista como uma espécie de sacrifício por aquilo que Cristo fez por nós (a sua morte).

Esta conversa toda para chegar aqui. O facto de eu fazer, não implica que as outras pessoas façam. Obviamente, que se eu vou fazer peixe para mim, não vou fazer carne para outra pessoa. No entanto, não invalida o facto, de que se quiserem cozinhar outra coisa, não o façam. Estão à vontade. Se quiserem, querem. Se não, façam-no. Na mesma medida, em que se formos comer fora, eu peço peixe, e quem estiver à minha volta come o que quiser. E não tenho nada que fazer qualquer comentário. Achava eu, na minha pura ingenuidade que sim, eu até estava correcta. Até que me disseram que a parva era eu.

Isto tudo porque o meu Sogro fez anos a um Sexta-Feira e fomos jantar fora. Eu como não me importo de comer peixe fora de casa, pedi chocos. O B. sempre disse que nunca comia peixe fora de casa (uma mania como outra qualquer. Eu, por exemplo, não como sopa fora de casa). Obviamente, que ele foi obrigado a comer peixe. Claro está. E tinha que comer porque tinha que comer. Nem davam hipótese.

Afinal onde é que anda o respeito pelas outras pessoas? Ele existe mesmo, ou é só mesmo treta? Cada um não deve ser livre para respeitar e para ter as suas próprias crenças? 

Eu pensava que sim... mas se calhar sou eu, que não sou normal.

Da Dieta... (#2)


O facto de escrever tudo aquilo que como e bebo é bom. Em primeiro lugar, porque ficamos com consciência das asneiras (ou não) que fazemos. Por outro lado, não chegamos ao final da semana "porra, porquê é que não perdi peso". Vamos lá e percebemos "O porquê de..."

Para além disso, existem outras regras básicas: 

i. Vou sempre às compras depois de comer. Nunca com fome. Temos muito mais tendência em cometermos erros básicos;
ii. Nunca passo nas prateleiras de doces ou de outras tentações. Se houver algo que eu queira, peço para alguém que vá comigo lá ir;
iii. Ando sempre com água e bolachas dentro da mal;
iv. Tenho sempre vegetais em casa.

Entre outras, muitas outras...

terça-feira, abril 19, 2011

Thank you,


Pela ajuda nestes dois posts. Acabei por comprar uns na Seaside, assim mais ou menos. No entanto, ainda vou dar um salto ao El Corte Inglês.

Muito obrigada pelos comentários e pelos mails que me enviaram.

O verdadeiro serviço público aqui do blogue

Para quem é da zona passo a informar que o Odivelas Parque agora também têm lojas de outlet. Salsa, Intimissimi, Calzedonia, Saccor, Tifossi, entre outras. Estão abrir pouco a pouco. Ainda bem que aqueles tapumes vão acabar por desaparecer.

Este também foi de borla. Vou começar a cobrar. Brincadeirinhaaaa....

Shoes, Shoes and more shoes!


Andamos mais uma vez num dilema que me aflige, imenso! O tempo passa e tal, mas continuamos sempreee na mesma. Eu sou pata grande. Com isto quero dizer, que calço o 42. Para além disso sou super esquisita em sapatos e afins. Quero uma sandália, com salto, mas não muitoooo salto. Quero uns castanhos. Bonitos, mas simples. Já me informaram que no El Corte Inglês posso encontrar, estas maravilhas. Alguém faz ideia dos preços de lá? São acessíveis? 

segunda-feira, abril 18, 2011

Desta semana temos... (#3)


The Kennedys é uma mini-série, de 8 episódios, fantástica que estreou no início deste mês. Para quem gosta de pouco de história, para quem é fascinada pela história desta família desde que nos conhecemos é algo brilhante. Muito simples, sem grandes brilhantismos, com uma excelente caracterização da época.

Aconselho, sem dúvida alguma.

Da Dieta...


Tudo aquilo que como e bebo escrevo. Não falha uma. É bom, porque no final da semana conseguimos fazer uma retrospectiva do que fizemos de mal ou de bem. 

Se como, escrevo. Não tem nada que saber. 

E a maior parte dos nutricionistas aconselham isso mesmo, por um motivo simples: para nos sabermos o que podemos melhorar e o que andamos a fazer mal. 

Não custa muito é apenas uma questão de hábito!

domingo, abril 17, 2011

Eu estou aqui é para vos ajudar... simplesmente!

Como sempre (e mais uma vez) na Semana Santa (a próxima) o tempo revela-se sempre duvidoso. Ora faz sol, ora faz frio, ora faz vento, ora faz qualquer coisa. É normal (salvo algumas excepções) a Sexta-Feira (dia da morte de cristo) ser o pior de todos. Normalmente, o Sábado (também denominado Sábado de Aleluia) acordamos sempre com um sol fantástico e rejuvenescedor. Parece que este vai ser uma excepção.

Mas, como eu disse e repito, normalmente, habitualmente, nem sempre.

Isto tudo, para chegar a esta conclusão: não me façam um ar de tão espantadossss quando descobrem que vai estar mau tempo.

A aula sobre a Igreja Católica, foi de borla.

sexta-feira, abril 15, 2011

Coisas que me irritam... (#45)

Gosto tanto quando me comem as coisas (ou deixam assim um restinho que nem para um gato serve!) e deixam as embalagens no mesmo sítio, onde as encontraram. Mas melhor ainda, é quando depois ainda se viram para mim "oh porque é que não compraste isto?!" com a embalagem na mão.

Por uns breves segundos, imagino-me a saltar para cima de quem diz isso como se fosse uma leoa e começasse a rosnar que nem uma maluca.

Isto até que podia ser diferente...


Já há várias pessoas que se queixaram. Pouco a pouco reparo, que vários blogues desistiram de ter estas coisas. Mas nunca é demais avisar.

Não sei o que é pior: se as músiquinhas (eu quando tinha também adorava, sim porque eu também tive!) quando eu vou ao blogue das pessoas, se a verificação de palavras. 

Ao nível das músicas, eu se quiser ouvir, carrego no play. Para além disso, quando ando aqui na blogosfera, normalmente estou a ouvir a minha música. Apenas dois blogues que eu gosto é aquilo até se vê bem, porque tem a ver com a atmosfera do blogue. 

E depois a verificação de palavras... nem me digam nada! Eu que por vezes costumo comentar mais de um post em  cada blogue, aquilo dá-me uma coisa. Vão ai onde diz "Definições" e depois onde diz "Comentários". Se repararem existe ai uma coisinha que diz Verificação de Palavras.

Depois existem outras coisas que eu não gosto, mas isso já tem mais a ver com gosto pessoal e afins. Provavelmente, aqui também existiram coisas de que não gostam, é normal.

No entanto, fiquem apenas com esta ideia... less is more!

Obrigada.

quinta-feira, abril 14, 2011

Coisas que elas escrevem (#1)


E não é que ela têm mesmo razão? Identifiquei-me com tudo. Não custa muito. Para mim existem duas regras de ouro: não comprar gulodices para casa (por causa das tentações) e comer muitas vezes por dia (entre 6 a 7 vezes).

E cumprindo isso tudo até parece que as coisas saem com maior naturalidade.

Vamos lá falar de coisas sérias...


Eu cá, sou uma pessoa muito sossegadinha. Prefiro às vezes ficar eu mal do que as outras pessoas (estamos a falar assim de repente de 3/4 pessoas)

Gosto de ver a felicidade dos meus amigos, da mesma maneira como espero que fiquem satisfeitos com a minha. 

Dizem por aí que isso é coisa rara. Que a maior parte das pessoas fica feliz é com a miséria dos outros... olha temos pena! Eu não sou assim. Fico feliz com os namorados das minhas amigas. Posso dizer que um deles, também é uma pessoa que tenho muito em estima. Que gosto mesmo. Fico feliz quando têm emprego. Fico triste quando lhes acontece alguma coisa. Fico triste quando perdem o emprego. Quando pude já emprestei dinheiro a uma pessoa. Ainda hoje não lhe o pedi. Pelo mesmo motivo, que eu sei que se amanhã precisar essa pessoa vai me o dar.

Mas meus amigos, se fodem que eu gosto não esperem que eu fiquei com o traseiro alapado. Não esperem. A sério que não.