quinta-feira, março 17, 2011

É que não se aprende nada... antes pelo contrário!


Eu tento. Eu até a trago para casa, porque a consigo à borla. Mas não vale a pena. Sexo isto e sexo aquilo. Fala de coisas sem interesse e não se aprende nada. Fala de modas relativas, nada de interessantes do grande mundo. É papel gasto que faria melhor guarda-lo para coisas mais interessantes. Talvez uma Visão ou um Expresso. Talvez até um livro do José Rodrigues dos Santos. Até poderia dizer que seria interessante para a Lux Women ou para a Vogue. Pelo menos ambas trazem publicidade interessante, artigos interessantes e alguma cultura geral.

O problema geral da mesma é que nem me dá para limpar as janelas de casa (uso jornal). É que se ainda desse... podia encontrar alguma utilidade. Afinal, nem isso.

14 comentários:

  1. Eu também não compreendo o fascínio que há em volta dessa revista porque acho que a maior parte dela tem coisas que não interessam a ninguém.

    ResponderEliminar
  2. Querida Sissy, por algum motivo ela é oferecida, em algumas cadeias de hoteis ;)
    Pessoalmente, considero sempre "mais do mesmo"...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Também não gosto nada.. nem sei como é que essa revista se tem aguentado tanto tempo!

    ResponderEliminar
  4. Sou perdida por revistas, mas de facto esta não consta da minha lista de compras...

    ResponderEliminar
  5. Confesso que costumo comprar. Não desgosto para a linha que tem. (Já que cada uma das revistas têm uma linha) Basta é optar. ;)

    Também limpo os vidros com jornais.

    Kiss

    ResponderEliminar
  6. Ai a Happy... é tão má, tão má, tão má, que nem dada!!!

    ResponderEliminar
  7. ainda por cima fala de muitas coisas irrealistas. Aconselho te a dar uma olhadela à máxima. Fala de tudo um pouco, acho-a bastante "equilibrada".

    ResponderEliminar
  8. Aparenta ser uma grande revista (em tamanho e número de páginas), mas também a acho fraquinha... (o preço diz tudo). Ainda assim, às vezes comprava-a, quando ia apanhar o comboio ou assim e não tinha um livro à mão.

    Centra-se muito em artigos de sexo (já não bastava a Cosmopolitan), meia dúzia de reportagens a hotéis e artigos de moda.

    As vantagens são os descontos que traz, as escolhas de restaurantes e lojas em várias cidades do país (não só Lisboa ou Porto) e as sugestões de moda de marcas que se compram em Portugal...

    ResponderEliminar
  9. Concordo totalmente a Happy é péssima. Mas para meu espanto, li algures que é das revistas mais vendidas.

    ResponderEliminar
  10. Fui confirmar: "A revista Hapy Woman ocupa o primeiro lugar das revistas mensais femininas mais vendidas em Portugal" - É inacreditável. Conheço quem a compre e diz que é por causa dos talões de desconto que traz no fim. Eu não acredito.

    ResponderEliminar
  11. Não podia estar mais de acordo. Ainda por cima, todos os artigos sao mais qe repetedissimos... E os de sexo entao.. Eu acho qe fazem artigos de sexo a 3, tipo... umas 10 vezes por ano LOL

    ResponderEliminar
  12. Concordo contigo. Comprei-a uma ou duas vezes e fiquei logo arrependida.

    ResponderEliminar
  13. Também concordo. Comprei essa revista algumas vezes, mas é dinheiro mal gasto, nunca mais. Prefiro a Vogue ou a Elle.

    ResponderEliminar

escreve... vá lá... não custa nada... ;)