domingo, janeiro 30, 2011

Eu a Sissy


Poucos se calhar que andam para aqui, actualmente, se lembram dos posts sobre este assunto. Eu num tempo muito distante já fui catequista e escuteira. Gostava. Eram duas actividades que me davam realmente prazer. A primeira pela mensagem que passava aos miúdos. A segunda pelo facto de ser um exemplo e de conseguir ajudar quem conseguia. Na altura tinha um horário assim para o doido. Durante a semana entrava às 8h30 e muitas vezes saia depois das 8h. No principio ainda tinha a faculdade à noite (que me arrependo imenso desta opção). Ao Sábado dava catequese de manhã às 10h15 e depois ao Domingo tinha Escuteiros das 9h às 13h. Era cansativo, ser eu. Era cansativo porque tinha acabado de sair da casa dos meus pais, não sabia cozinhar lá grande coisa, o meu namorado trabalhava à noite, ainda tínhamos reuniões de escuteiros durante a semana. Era complicado. Muito complicado. Hoje olhando para trás, nessa altura fiz muita coisa, mas que se voltasse atrás não o faria da mesma maneira. Existem coisas que olhando para trás, dizemos "ah, eu não mudava nada". Este foi o período negro da minha vida. Onde eu mudava praticamente tudo. Teria-me despedido. Teria saído disso tudo. Teria tentado começar de novo. Foi mau. Muito mau. Não desejo a ninguém um começo de vida tão mau como foi connosco. Estava sempre tudo desarrumado. Era muitas vezes o "deixa andar". Não se comia nada de jeito. Fomos convidados a sair dos Escuteiros porque não éramos casados. Por isso, optamos a solução mais fácil. Saímos de lá. Não valia o esforço, se não nos aceitavam como nós éramos. Até que um dia batemos na mesa. E optamos. Por mudar de ares. Fomos morar para a nossa casa, aquela casa que nós sonhávamos nos nossos melhores sonhos. Foi como que o recomeçar de novo. Uma nova esperança. Uma nova alegria. Novos sonhos. De informar, que desde que coloquei as minhas coisas de novo nesta casa cheirava-me a felicidade, alegria, sorrisos, esperança e ambição. É estranho dizer isto, mas é aquilo que aconteceu. Com esta mudança, comecei a escrever no blogue. A desenvolver esta paixão de dar a conhecer a outros um pouco de mim. De dar a conhecer outras perspectivas. 

Isto tudo para vos explicar que muitas vezes as coisas acontecem, porque acontecem. Por algum motivo, eu engordei 50 kilos quando estava na outra coisa. Por algum motivo, eu já perdi uma grande parte aqui. Por algum motivo, eu me despedi. Por algum motivo, eu sigo os meus sonhos. 

Por algum motivo, hoje quando fui à missa, dois amigos meus, que já não me lembro da última vez que os tinha visto, de quem eu gostava muitooo, vieram ter comigo a perguntar como é que eu estava e se precisava de alguma coisa. É importante ouvirmos estas coisas, saber que apesar de ter sido um período negro, ainda existem pessoas que reconheceram aquilo de que eu era capaz. E sim, eles sabem que eu os adoro, muitoooo.

Com isto e depois disto, tornei-me uma pessoa mais zen, mais calma, pacífica e vaidosa. A Sissy que eu era. Porque sim, nem as coisas que eu mais gostava como Roupa e Sapatos me interessavam. Qualquer coisa me servia. Agora não é bem assim.

3 comentários:

  1. As pessoas mudam :)
    As pessoas fazem escolhas, que às vezes não são as mais correctas...e eu sei do que falo.

    Força ;) *

    ResponderEliminar
  2. Querida Sissy, que bom saber mais um pouco de ti e de como te sentes feliz actualmente, com as decisões tomadas :)

    ResponderEliminar
  3. depois da tempestade vem a bonança, e felizmente foi o que aconteceu contigo.
    ainda bem :D

    XOXO

    ResponderEliminar

escreve... vá lá... não custa nada... ;)