quarta-feira, setembro 29, 2010

No Words

Fomos as melhores amigas, durante anos a fio. Protegemos-nos, como nunca ninguém o fez até hoje. Eramos o primeiro recurso uma da outra. Choramos por motivos estupidos, fruto da adolescência. Eramos felizes. Trocavamos presentes nos dias dos namorados. Falavamos horas a fio. Por vezes, nem era preciso falarmos, simplesmente, olhavamos e entendiamos-nos. Fomos o ombro uma da outra. Nos momentos mais complicados, tivemos lá. Foste o meu ombro, quando o meu pai foi para o hospital. Sentada num canto do meu quarto e tu sentada na minha cama, a ouvires-me durante minutos a fio, a mandar a merda este mundo. A dizer tudo e mais alguma coisa. No fim, palavras sábias sairam e pensei que tinha todo o direito de estar magoada, mas que tu também estavas certa. A culpa não era minha. Mudamos é certo. Não podiamos ficar tanto tempo juntas. É normal. Tomamos percusos diferentes. Evitavas era de te teres afastado talvez por te fazer lembrar o passado. Houve decisões que tomaste, alturas em que não tive contigo, alturas em que não tiveste comigo e eu precisei. Não sei se alguma te conseguirei perdoar. Mas gostava de saber se a culpada fui eu e se fui o que se passou. Sabes que nunca tive problema nenhum em pedir desculpas, logo tu, que me conheçes tão bem, como se de água limpida se tratasse.

3 comentários:

  1. É tão triste quando estas amizades terminam assim. Quem me dera nunca ter passado por isso.

    ResponderEliminar
  2. Concordo com a Vera, é mesmo muito triste quando uma amizade acaba assim, eu também há pouco tempo terminei uma e até hoje não sei quando é que começou a ficar minada até que chegou a este ponto.
    Mas, sabes velhas amizades acabam, novas começam, não podemos é pensar que nunca mais encontramos belas amigas, pois o encontramos.
    Penso que se assim aconteceu é porque então não era assim tão minha amiga, porque quando existem problemas são para ser falados e abertura para o fazer sempre a tivemos.
    Por isso linda deixa lá isso bora para frente e mostra-lhe que passas bem sem ela, mesmo que por agora seja mentira!!!
    Beijinhos grandesssssssssss

    ResponderEliminar

escreve... vá lá... não custa nada... ;)