quinta-feira, setembro 30, 2010

Nada mal pensado... mesmo nada...

Mentirosos



Eu pensava, que podia detectar um mentiroso a léguas. Pensava. Simplesmente, enganei-me. A conclusão a que eu chego é que ao longo da vida, vamos tendo diversas pessoas à nossa frente e elas, as mentirosas, vão ficando cada vez mais especiais. Mais aprumadas. 


No fim, pelo menos apercebi-me a tempo, antes que eu, simplesmente me atirasse de cabeça e nada desse-se. Nada mesmo!

quarta-feira, setembro 29, 2010

No Words

Fomos as melhores amigas, durante anos a fio. Protegemos-nos, como nunca ninguém o fez até hoje. Eramos o primeiro recurso uma da outra. Choramos por motivos estupidos, fruto da adolescência. Eramos felizes. Trocavamos presentes nos dias dos namorados. Falavamos horas a fio. Por vezes, nem era preciso falarmos, simplesmente, olhavamos e entendiamos-nos. Fomos o ombro uma da outra. Nos momentos mais complicados, tivemos lá. Foste o meu ombro, quando o meu pai foi para o hospital. Sentada num canto do meu quarto e tu sentada na minha cama, a ouvires-me durante minutos a fio, a mandar a merda este mundo. A dizer tudo e mais alguma coisa. No fim, palavras sábias sairam e pensei que tinha todo o direito de estar magoada, mas que tu também estavas certa. A culpa não era minha. Mudamos é certo. Não podiamos ficar tanto tempo juntas. É normal. Tomamos percusos diferentes. Evitavas era de te teres afastado talvez por te fazer lembrar o passado. Houve decisões que tomaste, alturas em que não tive contigo, alturas em que não tiveste comigo e eu precisei. Não sei se alguma te conseguirei perdoar. Mas gostava de saber se a culpada fui eu e se fui o que se passou. Sabes que nunca tive problema nenhum em pedir desculpas, logo tu, que me conheçes tão bem, como se de água limpida se tratasse.

terça-feira, setembro 28, 2010

Understand

Nem tanto ao mar, nem tanto a terra...

... certo?

É que tanto rosa também faz mal....

Como se fosse ontem...

  
Uma das minha melhores amigas entrou ontem para a faculdade. A contar-me hoje como foi o seu primeiro dia, passaram-me mil e uma emoções por tudo quanto é sítio. Lembrei-me da minha primeira semana de praxes, do meu primeiro ano da faculdade. Em milésimos de segundo, lembrei-me simplesmente de tudo. A sensação de novo. As mil e umas experiências que ia ter. A certeza, que eu tinha de que tudo iria correr bem. O sorriso. Os veteranos, fantásticos, diga-se. Os meus colegas caloiros. Tudo. Lembrei-me de toda a minha semana de praxes. Foi um ano fantástico, sem dúvida. Tudo de novo, mil e uma experiências que adquiri. A alegria com que coloquei aqui o corpito no primeiro dia em que passei o portão da faculdade. O orgulho com que eu dizia para todas as pessoas "sim, estou na faculdade". A cara de orgulho com que o meu pai me levava para a faculdade. Tudo o que li. Tudo o que me ensinaram e mais ainda tudo aquilo que consegui pôr em prática. A sensação de liberdade.

Lembro-me que no primeiro de praxes, em conversa com uma amiga minha no MSN me diz isto "Sissy, aproveita. Não há nada como a primeira semana de praxes. Não há nada como o teu primeiro ano na faculdade." E não é que ela tinha razão? Parece que vivia no paraíso e o céu era o limite. Depois de um ano péssimo, parece que naquele ano tudo se desenvolveu na prefeição. Cada dia era melhor que o outro. 

Sem dúvida que dos 3 anos e meio, foi o melhor ano que eu tive na faculdade. Foi fantástico. Digo eu, que a experiência como Veterena não foi tão como a de Caloira. Também porque os sapatos não ajudavam. Nem os pés conseguiam pousar no chão. Lembro-me de ir para o metro quase descalça. Com muita pena digo eu, não aproveitei. Se fosse hoje, faria diferente.

Por isso é que hoje digo a todos os caloiros... aproveitem ao máximo! E limitem-se apenas ser felizes!

Espera e verás...


... mais cedo do que pensas.

segunda-feira, setembro 27, 2010

Os meus bichanos...



Maio de 2009
Junho de 2010

Deixou de ser um gatinho para ser um leitão. Come que se farta. E anda sempre atrás das manas.

Apresento-vos o Mr. Kino. Kinocas para os amigos. Para que conste Kino, vêm de Marroquino. O nome diz tudo. Como é que um gato, consegue ser adorável e irritante ao mesmo tempo. Deve ser dos genes masculinos.

Às crianças que ontem andaram a brincar ao pé da minha casa...

... e se fossem brincar com aquilo que têm no meio das pernas, de certeza, que faziam melhor figura.

O que é se faz à 0:00, num Domingo, perguntam vocês. Sissy responde. Vai-se brincar para uma central electrica com um laser, para deitar a central abaixo, e depois o pessoal ficar todo sem electricidade. Depois ainda vêm o popó da EDP 4 vezes ao mesmo sítio (suponho que uma, não tenha sido suficiente.... suponho... sem certezas...) , depois de passadas 2 horas, voilá! Ela decide dar o ar da sua graça....

Tudo isto por causa de umas crianças inuteis que não devem ter mesmo nada para fazer...ah... e depois ainda saiem a mandar gargalhadas como se tivesse muita piada. Imagino que sim...

Será que é esta...

... a verdadeira realidade de alguns homens?

Brincam e vão brincando. Magoam, como se não existisse amanhã. Tentam ser Homens e continuam a ser crianças, como se de um jogo da Playstation se tratasse. Dizem tudo com um duplo sentido. Mas essencialmente, sempre aquele que lhe convém. 

Não sou a favor de generalidades.

Não digo de todos, mas de uma grande parte, sim!

Será que sou apenas eu, que acho isto, será?

New York...




Será que o estilo Nova Iorquino está sempre presente?  

Eu tento que esteja... de uma maneira ou de outra.

sexta-feira, setembro 24, 2010

Sim... é mesmo isto...

O Meu Irmão (#2)


Mano: Mana, preciso de um favor...

Sissy: QUÊ É QUE FOI?!?!?

Mano: Posso sair para a rua, para ir com a minha namorada...

Sissy: Yah...

Mano: Mas há um problema...

Sissy: Que problema?

Mano: Épa... isto é assim... vou ter com ela às 13:30 e depois vou ter com a outra às 17:30.

Sissy: QUÊ?!?!?!?!

No outro dia....

Mano: Olha, já tenho mais uma namorada....

Sissy: Duas já não te chegam?


É esta a juventude que andamos a criar? A sério que é?!

Preciso mesmo...

... deste fim-de-semana!

Descanso e a afilhada mais linda da madrinha todo o dia comigo no Sábado. Já tenho saudades de passar um dia com o meu amor.

Ando a pensar num programa para nos os 3. Sugestões? Alguma?

quinta-feira, setembro 23, 2010

O pior das pessoas...

... sobressai na condução.

Nunca duvidem disto. Vai-me um gajo à minha frente a conduzir um BMW e pará. Eu, na minha inocência, penso que parou devido ao facto de estar uma camioneta estacionada, não sei muito bem a fazer o quê, à frente do dito. Apito. E não é que o gajo do BMW sai disparado do carro para cima de mim? Cigano? Eu saio do carro apenas para lhe explicar que não estava a buzinar para ele e manda-me um soco? Isto é normal? Depois diz que vai chamar a mulher para me bater e saí-me uma gaja de 1,50m a pedir-me por favor para me ir embora que ele é muito nervoso? Isto é normal? O problema disto é que muitas vezes devido às asneiras de um, criam-se estereótipos, desnecessários. A burrice não têm raça, nem credo. A parvoíce e a ignorância também não. Não fui capaz de agir, nem de lhe dizer nada. Fiquei parva, desatei a chorar. Magoada, provavelmente também no Orgulho. Contudo, digo e afirmo só quando se esta nas situações é que podemos dizer que agiríamos daquela ou de outra maneira.  Não lhe faltei o respeito, fiquei de consciência tranquila. Se agora ao escrever isto, ainda me apetece chorar claro que sim. A realidade é que uns pagam por os outros.

Por estas e por outras é que eu continuo a dizer, a carta de condução não deveria ser dada como adquirida. Não é apenas o uso do telemóvel e outras coisas que deveriam ser punidas. Mas sim e também, a agressividade e o respeito pelos outros na condução. Não é normal e não pode ser normal. Não é o mundo que eu quero para o meu irmão.

Ainda à dias aconteceu-me com uma brasileira que só me apetecia mandar à merda. Porque a ignorância devia pagar imposto.

Sad.. but truth....

Sabem o que é que vós digo?

Nem vós digo nada!

Uma pessoa já não pode ser amiga de um homem porque vai logo para a cama com ele! Incrivel. Em pleno Século XXI ainda vivemos com estes preconceitos. Ainda nos olham de lado. Tendo em conta que eu adoro a namorada dele, que é um amor de pessoa!

Porra... haja paciência que eu não a tenho...

O meu irmão anda doente...

... é a unica explicação que eu encontro.

Agora nunca preciso de o acordar para ir para a escola. Vai sair com os amigos ao fim-de-semana e regressa sempre mais cedo da hora que eu lhe digo. A Directora de Turma diz que ela anda muito melhor do que o ano passado.

Das duas uma ou cresceu e tornou-se responsável. Ou anda a preparar alguma. Por enquanto vou continuar a acreditar que é a primeira.

quarta-feira, setembro 22, 2010

O meu bebé...

... já chegou.

Lindo e perfeito ;)

Estado em que se encontra este blogue...

... não se encontra.

O dia devia ter pelo menos o dobro das horas que têm actualmente, para ter tempo para fazer o mínimo essencial. O contrário não consigo. Tenho saudades de vos ler e tenho saudades de vos comentar. Nem imaginam. Todos os dias me lembro "tenho que ir comentar... tenho que ir... de hoje não passa". Vai ser hoje, têm que ser!

Ah... ontem bateram-me no carro... isto é o que dá parar quando o sinal fica vermelho.

quinta-feira, setembro 16, 2010

Ai que eu te adoro...

... e perdia-me já aqui. Mas é que nem sei o que havia de escolher.


Têm mas é um ar muito açurado, right?

Os meus gatinhos...

... são a coisa mais fofinha do mundo.

Como passo tão pouco tempo em casa quando eu chego não param de miar. Quando acordo estão sentados à porta do meu quarta, para a dona fazer festinhas.

Sem dúvida, que eu gostava que algumas pessoas fossem como eles.

quarta-feira, setembro 15, 2010

sábado, setembro 11, 2010

Peço desculpa não percebi...

Dizem por aí, que estamos em crise, certo? Pois, mas eu continuo a dizer que não. Acho que já me começa a irritar esta história da crise. Estamos em crise? Temos pena, não gastassem aquilo que não têm. Nunca achei muito piada a pagar a prestações. Não acho. Tirando a casa (porque acho que é demasiado óbvio o motivo, não é?!?!) e eventualmente uma futura compra de um carro, esqueçam. Não gosto de ir pagando, gosto de pagar. Se tenho dinheiro compro, são tenho, poupo e quando tiver compro.

Isto tudo para dizer, que passei uma semana a chamar pessoas para entrevistas e de 30 (leram bem) apareceram 5 pessoas! Dessas 5 contratei 3. Dessas 3 não apareceu ninguém, no dia para trabalharem.

Peço desculpa, mas ainda não percebi. Crise, o quê?!

Depois ainda há aqueles "mas olhe eu estou a receber o subsídio de desemprego, vou continuar receber, certo?!"... Sim, claro... QUE NÃO!

Have a Great Weekend...


...simplesmente, sorrindo!

quinta-feira, setembro 09, 2010

quarta-feira, setembro 08, 2010

terça-feira, setembro 07, 2010

segunda-feira, setembro 06, 2010

Yes... It's this way...

Tento por vezes ficar simplesmente calada. Mas por vezes as injustiças falam mais alto. Não vale a pena fazerem-se de coitadinhas e de pobrezinhas. Não vale. Comigo não vale. Só o facto de o fazerem é meio caminho para me virar e dizer "Até a uma próxima, de preferência bem distante...".

Lutem, nunca baixem os braços, mas não me venham contar as histórias sabe-se lá do que... calem-se e trabalhem, não custa nada. Como tudo nesta vida, é uma questão de hábito.

Luxo

Para mim luxo não é ter uma grande conta bancária, nem nada assim do género. Para mim luxo é simplesmente, puder cometer umas extravagâncias assim de vez enquanto e não olhar para trás, nem me arrepender.

É conseguir pegar na minha afilhada ir jantar à Ericeira irmos à praia à noite, e voltarmos para casa. Para mim é isso.

Para vocês, qual é a definição de luxo?