quinta-feira, julho 22, 2010

Obrigada,


Agradeço todos os comentários aqui escritos. É bom saber, que por vezes, as pessoas se identificam com o que sentimos, quando estamos em baixo.

Como alguém disse e muito bem, o texto foi escrito num momento de pura raiva, no entanto, passado um dia, leio e continuo a sentir o mesmo. Identifico-me com tudo. O que, não deixa de ser triste.

Apesar de tudo, tento sempre dar o que posso de mim. Seja o que for. Quem me conhece, sabe que sou assim. Fico feliz com a felicidade dos outros, fico triste, com a tristeza dos outros. Tento ajudar quando posso, nem que seja com um sorriso, uma conversa agradável ou até mesmo um ombro amigo. Aquilo que puder, continuarei a dar.

Porque no fim, acho que não sou que estou errado, são aqueles ficam contentes com a desgraça dos outros.

3 comentários:

  1. "Fico feliz com a felicidade dos outros, fico triste, com a tristeza dos outros. Tento ajudar quando posso, nem que seja com um sorriso, uma conversa agradável ou até mesmo um ombro amigo. Aquilo que puder, continuarei a dar."
    e fazes bem ser assim :)

    beijo

    ResponderEliminar
  2. E com este post também eu me identifiquei. E sim, nós é que estamos certas.


    Beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Muitas vezes escrevemos algo num momento de furia e zanga e se o lermos mais tarde contínuamos a identificarmo-nos com o que escrevemos, no entanto se não o tivesses publicado provavelmente irias cortar algo, colocar algo, e o sentimento bruto deixaria de estar ali expresso. O facto de as pessoas se identificarem tem a ver com o facto de seres verdadeira no que dizes e sentes. Beijinhos.

    ResponderEliminar

escreve... vá lá... não custa nada... ;)