sábado, julho 10, 2010

Ao pessoal que anda para aqui a ler esta casa...


Agradeço a todos o que comentaram o post. Por breves segundos pensei que era chata por estar sempre a implicar com ele.

No fundo sempre senti, se é isto que eu quero escrever, continua.

De informar que não gostei do comentário de que uma das pessoas fez e senti que se fosse uma leitora de um blogue qualquer, não gostaria que o fizessem, sobre as minhas opiniões. Como tal chamei a atenção da pessoa, por mail, e o assunto está dado como encerrado.

Mais uma vez afirmo, em como tudo na minha vida, uma coisa é me atacarem ou neste caso, fazerem comentários menos positivos, sobre determinados assuntos, que eu escrevo. Outra coisa é atacarem quem me lê diariamente, ou no caso da minha vida pessoal, os meus amigos. Viro fera.

Como a minha querida Palavra Já Perdida disse, o facto de ela gostar do meu BFF e de eu o adorar (é um amor... bem vocês, nem imaginam...) não implica que no fundo não gostemos daquilo que escrevemos sobre tudo o resto.

Isto é como tudo na vida, se não gostem ponham no pratito ao lado que eu passo bem, sem isso. Não é nada que me tire o assunto.

Porque no fundo, adoro todos os bloguers que andam para aqui a perder alguns minutitos a ler aquilo que escrevo, e por isso mesmo todos os dias passo pelos blogues deles, se tiver tempo comento, na hora, se não, guardo nota e comento assim que puder.

Em resposta como sempre a todas as pessoas que me leiam darei como sempre a mesma resposta, estes dois posts:



A vocês prometo o mesmo de sempre: ser eu mesma!

Obrigada a todas!

3 comentários:

  1. Sissy, cada vez mais me apercebo que aqui na blogoesfera à dois tipos de pessoas: as fantásticas e que nos acompanham diariamente, tornando-se nossas amigas e aquelas que pairam por aí deixando comentários desagradáveis. Essas nunca entenderão o laço que se cria entre os leitores de blogs. Não dês demasiada importância. Por é como tu, dizes quem não quer ler, não lê. Não é por ter uma opinião diferente da tua que vou insultar ou não respeitar aquilo que escreves num blog que é teu:-) Isto é mais um reflexo da falta de tolerância de algumas pessoas. E essas, desculpem a franqueza dispensam-se bem! Beijinhos e podes contar comigo por aqui!:-)

    ResponderEliminar
  2. Minha querida, irei andar sempre por este cantinho a ler-te...falando tu muito ou ainda mais, mal dele :)
    As pessoas têm de saber respeitar, as pessoas têm de ler o que quer que seja e pensarem sobre o assunto. Nem todas as pessoas são iguais. Ora bora todos falarmos mal de tudo e todas porque ñ achamos bem 1 coisa ou vms contra ! Bom quem quiser, sempre pode criar a 3ª Guerra Mundial e depois livrem-se sozinhas dela...

    Sissy Sissy, qualquer dia o teu BFF manda-te flores para casa e um cartão a dizer que tá do teu lado, mesmo sabendo que tu o AMAS!
    (e depois prende-o aí e chama-me)
    ahahahahha

    Beijo minha querida * always be around here !!!!

    ResponderEliminar
  3. Já me tinham dito que tentar ajudar alguém (seja na coisa mais insignificante, ou na mais relevante) é um negócio sem futuro. O que o pessoal quer é alguém que lhe dê um sorriso (não importa se sincero), uma palmadinha nas costas (não importa se depois de cometerem um erro) e tudo anda bem. Somos todos porreiros, dessa maneira (ainda que só na fachada).

    Alguém se interessar por outra pessoa está fora de moda. Mas sem stresses, «para quem não quer há muito». E entretanto 'bora descascar o resto do mundo como se não houvesse amanhã, porque isso é que vende revistas (neste caso posts) e enche o peito do pessoal de orgulho! Na mesma linha, eu até sugeriria começarmos por comentar como são fora-de-moda as pessoas que não usam calças rotas, e como deve ser baixo o QI de alguém que não tem um curso superior, e como são vaidosas e cheias de mania as pessoas que têm milhões no banco! Que é que deu na cabeça dessa gente rica (malandros!) para gastarem o que é deles da maneira que lhes apetece (vejam lá vocês!).

    Desculpem lá se vos incomodo por chamar a atenção de que as pessoas são livres de fazer o que quiserem, sem serem criticadas, a menos que estejam a entrar na liberdade alheia; e dignas de respeito mesmo quando parecem ter cometido erros. É que enervam-me os santinhos de plantão, sempre prontos a atirar uma pedrada à pessoa mais próxima.

    Mas se acham isto tão ridículo, tenho outra ideia!! E se eu criasse um blog com posts regulares anti-Sissi?! Vocês iam adorar, e rir, e "respeitar a minha opinião porque eu estaria a escrever num blog MEU", certo? E com certeza que se decidissem não voltar a pôr lá os olhinhos, vos ia ser indiferente saber que eu continuava na minha caça-à-Sissi, não é? Se forem sinceras convosco vão responder baixinho "Não, não é verdade. Ia detestar e estavas na minha lista-negra oh ABTorres. Donde saiu esta gaja, afinal?!"

    Fios de Vida: Concordaria plenamente contigo se o que disseste se referisse a qualquer outro assunto. Mas o tema é "faltar ao respeito de alguém" que não conhecemos, nem nos interessa conhecer. Não devia sentir-me incomodada, por estar na casa (blog) dos outros? Então deixemos os terroristas em paz, que eles estão a fazer planos maquiavélicos nas casinhas deles! (E até vão enviar um míssilzito de lá mesmo, para não se incomodarem nas deslocações).
    E aquele cão abandonado que acabou de ser atropelado de propósito também não estava na minha casa, por isso também não me dói. É isso? Vocês vêem e não sentem nada?!

    Basta-me saber que existe estas 'realidades alternativas', para me incomodar, sim. Assistir (na TV, num blog, na rua) incomoda-me ainda mais. E lamento que isso seja tão mal-recebido, quando nunca tentei ofender (nem atacar) ninguém. Apenas conversar e apresentar diferentes ângulos do mesmo assunto -- que é um dos objectivos deste blog. Pensava eu.


    E ficamos assim. Merci pela atenção.

    ResponderEliminar

escreve... vá lá... não custa nada... ;)