segunda-feira, junho 29, 2009

Paixão

Hoje, num momento de loucura, eu e as minhas teorias (porque sim, é verdade eu tenho uma teoria sobre tudo e toda a gente..., perguntem e eu direi...), procurei no google e na bing a definição do conceito de paixão. Aquele que pessoalmente mais me satisfez, foi mesmo o da Wikipédia.

Passo a explicar, logo de inicio aparece a seguinte a referência "A paixão é uma emoção de ampliação quase patológica do amor. O acometido de paixão perde sua individualidade em função do fascínio que o outro exerce sobre ele. É tipicamente um sentimento doloroso e patológico, porque, via de regra, o indivíduo perde a sua individualidade, a sua identidade e o seu poder de raciocínio."
"O sentimento exacerbado entre duas pessoas, é um exemplo de uma paixão. A paixão pode ultrapassar barreiras sociais, diferenças de formação, idades e gêneros. A paixão completamente correspondida causa grandiosa
felicidade e satisfação ao apaixonado, pelo contrário qualquer dificuldade para antigir essa plenitude pode trazer grande tristeza pois o apaixonado só se vê feliz ao conseguir o objeto de sua paixão."

Ponto 1.
Quando estamos apaixonados andamos doentes de amor? Ok... já tinha ouvido falar de suicídios e tal... mas nunca pensei que fosse verdade...

Ponto 2.
Individualidade (perda dela) em função do fascínio
, se calhar, não sei, nunca me apaixonei loucamente nesta vida para perder o meu eu... mas va-se la saber a opinião destes psicólogos...

Ponto 3.
Sentimento doloroso
, bem cada um sabe de si, mas arranhadelas e afins, podem ser dolorosas... só sempre a favor de um pouco de loucura, entre quatro paredes, e não só...

Ponto 4.
Perda de raciocínio e de identidade, já comentei esta no ponto 4. mas mesmo assim... é ridículo... ok... tudo bem... as vezes todos nos parecemos um pouco loucos nos momentos mais inoportunos e ficamos sem raciocinio, sera que é isto, que os psicologos referem?

Ponto5.
Depois de atingir a plenitude, pode tranformar-se em tristeza.
já tinha ouvido muita coisa... mas esta é demais!

Pessoalmente, uma não existe sem a outra, no entanto acho que a perda da individualidade, de raciocionio, do sentimento doloroso e da tristeza... realmente não são para mim.

1 comentário:

  1. Oláá!!
    Mas que blog tão interessante!!
    Aqui fala-se de tudo!! Uau!!
    Beijinho e obrigado plo simpático comentário!!

    ResponderEliminar

escreve... vá lá... não custa nada... ;)