sexta-feira, abril 10, 2009

«É mais importante ser-se católico do que português»

pera... sentei-me... volto novamente a ler a frase, et tento ver que não pesco realmente nada disto!

vejam a entrevista no site da iol , do marcelo rebelo de sousa

lol... a bueda, bueda tempo atras (a 1 ano...) andava eu na minha vida escutista, de menina de bem (como se eu alguma vez o fosse...) , até que depois de um ano de caminheira (também caminhava, mas não é bem por ai), me chamam (nosso querido padre) et dizem "você é uma pessoa sem moral e sem valores, pelo facto de dar catequese e ainda por cima andar nos escuteiros, não é um exemplo para ninguém!" isto é verdade, triste mas verdade. com isto desiste da minha vida de escuteira, que adorava, no entanto mantenho os meus bons amigos! tudo isto... não vivia com os meus pais e o meu namorado vinha dormir comigo... et, o problema é?!?!?

com isto, como podem criticar quem quer que seja, mas ninguém pode criticar ninguém, que atire a primeira pedra, aquele que nunca fez nada!

ainda me vem dizer que é mais importante ser-se católico do que português. é mais importante, saber a diferença entre o bem e o mal, o certo e o errado, o verdadeiro e o falso, e isso ninguém ensina, nasce connosco , é diferente!

a consciência é uma coisa tão bonita... o problema é que poucos a tem...