domingo, agosto 10, 2008

Lojas de Lingerie Feminina

Algo inquietante para muitas mentes masculinas, algo supérfluo para o intelecto feminino... para mim meramente um indício de apreço, carinho, fraternidade, cuidado, consideração, etc... por mim própria! À dias numa entrada numa loja de lingerie feminina contei cerca de 10 lady’s para 2 rapazes... pouca diferença aparentemente... Numa loja de roupa vê-se as pessoas em cima uma das outras, literalmente, onde de 2 em 2 segundos está-se a dizer “com licença..., com licença...”, o que profundamente me irrita! Numa loja de lingerie tal não acontece, entra-se nas lojas como se de um crime se tratasse, parecendo algo transcendente ao Ser Humano, algo para além do imaginário. Parece que aquilo que se demonstra (jeans, camisas, vestidos, etc) é mais importante que o interior (lingerie). Será possível em pleno século XXI ainda haver mentalidades destas? Será possível ainda existir pessoas que pensam que não se tem o direito de ficar bonitas para si próprias, algo que não se demonstra a todos/as? Será assim algo completamente transcendente comprar-se lingerie com um rapaz e entrar numa loja de lingerie como se entra numa loja qualquer? Será assim algo tão sério que não se possa dizer “SOU BOA E GOSTO”? Será? As coisas pouco a pouco estão a mudar, mas quando digo pouco a pouco refiro-me a uma lentidão maior que o caracol a subir o dito poço.

terça-feira, junho 10, 2008

inspirada

Na vida, no sangue, na esperança e na saudade esperei por ti... dia após dia..segundo após segundo, esperava por ti, amargurada por um dia te ter perdido... vi que não era assim... se te amasse um segundo, amar-te-ia para sempre, porque eras o meu sangue, o meu olhar, o meu pensamento e a minha alma... Neste jardim talvez, alguém tenha esperado por alguém... mas eu não esperei... cheguei, vi e venci, porque tu és, tudo aquilo que alguém pode imaginar, porque só assim, é possível explicar o porquê dos momentos em que me apetece chorar e depois penso no teu sorriso, e o riso reaparece como se de um milagre se tratasse. Talvez seja isto, aquilo que Camões dizia nos seus sonetos? Talvez seja isto, aquilo que Torga tentava transparecer? Talvez seja isto, aquilo a que Pessoa tentava fugir? Talvez seja isto, aquilo a que o romantismo nunca referiu? Talvez...
publicado por Sissy às 18:12

segunda-feira, junho 09, 2008

tudo isto para


Hoje, numa das minhas muitas passagens pelos centros comerciais, parei um pouco olhei em redor, as pessoas, o namorado com a namorada, o marido com a amante, a mulher com o marido, os irmãos com os primos, e imaginei. Imaginei as angústias, o desespero, a solidão, a felicidade, a ambição que todos eles tem, ou quem sabe, podem vir a ter. Entrei numa das lojas e olhei, mais um vez, a minha volta, a mulher que se tinha esquecido daquela t-shirt na secção de homem, porque o marido andava à procura de uns sapatos para o trabalho. Tudo isto para? Para sermos melhores que a vizinha do lado, que o Mercedes slk, tentamos compensar com as calças da salsa último modelo, que nos rebentam o orçamento familiar. Para sermos melhor que aquela nossa antiga amiga, que agora virou pessoa-com-a-mania-que-e-importante com a camisa da quebramar? Tudo isto para? Talvez em vez de numa sexta-feira à noite estarmos a espera na caixa registadora, se tivessemos em casa com os nossos irmãos, namorados, maridos e afins, a espera que eles fossem buscar o jogo do uno, seria melhor... quem sabe... talvez fosse...sabe-se lá...